Vassal

vassalEsta antiga paróquia, no termo de Chaves, era curato de apresentação “ad nutm” do Cabido da Sé de Braga, ou vigairaria da mesma apresentação.

Não há grandes elementos históricos que confirmem a fundação da freguesia antes da Nacionalidade. No entanto, é quase certo que ela tenha ocorrido muito antes do séc. XII, já que em redor existem vestígios de redutos castrejos, insculturas rupestres e povoações de nome germânico.

Perto desta freguesia e no seguimento do estudo arqueológico da povoação, passava uma importante via militar romana. A 500 metros de Monsalvarga, fica o Castro da Cidadonha, onde foi encontrado numeroso espólio (fragmentos de telha grossa de rebordo, lucernas, um peso de barro…)

As primeiras referências escritas a Vassal datam do séc. XIII, numa altura em que a freguesia estava integrada no termo de Chaves. Pertencera anteriormente à “terra medieval” de Montenegro. A instituição paroquial, no entanto, foi muito posterior, já que nem sequer aparece no arrolamento paroquial de 1320-1321. Quando tal aconteceu – seja qual tivesse sido a data exacta – o seu padroado passou a pertencer à Sé de Braga, cuja diocese se prolongava por Trás-os-Montes.

A partir de 27 de Setembro de 1837, através de decreto real, esta freguesia passou para o concelho de Valpaços, que fora fundado a 6 de Novembro do ano anterior.

Quanto à economia desta terra, são de mencionar os seus solos, extremamente férteis, como garantes de uma grande produtividade agrícola.

Fonte:

“Monografia de Valpaços”, A. Veloso Martins, 2ª edição, Dez. 1990, edição da Câmara Municipal de Valpaços

Saiba mais em obras disponíveis na Biblioteca Municipal de Valpaços, nomeadamente:

“Moinhos”, Vol. 2, “Fontes de Abastecimento de Água”, Vol. 1 e Vol. 2, “Geomonumentos”,   “Relógios de Sol”, “Chaminés”, “Corpus dos Petróglifos do Concelho  de Valpaços”, “Lagares Cavados na Rocha”, “Carta Arqueológica”, todos de Adérito Medeiros Freitas;

“Valpaços Património Artístico”, de Roger Teixeira Lopes;

“Valpaços-Lo-Velho”, de José Lourenço Montanha de Andrade;

“Valpaços Rostos do Tempo”, de José António Soares da Silva;

“Monografia de Valpaços”, de A. Veloso Martins;

“As Freguesias do Distrito de Vila Real Nas Memórias Paroquiais de 1758”, de José Viriato Capela, Rogério Borralheiro e Henrique Matos;

Informações Úteis

Área da freguesia – 14,58 Km2
Número de habitantes – 460
Aldeias anexas:
Monsalvarga
Distância a Valpaços – 5 Km
Colectividades:
Associação Cultural, Recreativa e Desportiva de Vassal
Sport Clube de Vassal
Orago – N.ª Senhora do Ó ou da Expectação
Festas e Romarias:
N.ª Senhora da Expectação (festa móvel em Agosto)
N.ª Senhora da Encarnação (Março)

Património cultural e edificado

Igreja Paroquial
Capela de N.ª Senhora da Encarnação
Solar dos Vieiras e dos Carvalhos
Casa brasonada, em Bonfim
Cruzeiro
Fontes (Fonte Monsalvarga e Fonte do Senhor do Bonfim)

Outros locais de interesse turístico:

Castro de Cidadonha
Outeiro do Caúnho
Ponte das Cadavadas
Poço das Caldeiras
Minas desactivadas de volfrâmio

Constituição e dados da Junta de Freguesia

Partido – PPD / PSD
Presidente – Nuno Miguel Castro de Freitas (PSD)

Morada – Vassal, 5430-603 Vassal
Telefone – 278 711 859
E-mail – não disponível

©Todos os direitos reservados | Câmara Municipal de Valpaços, Praça do Município, 5430-482 Valpaços | 278 710 130 | municipio@valpacos.pt