Resíduos

Residuos

RESÍDUOS INDIFERENCIADOS

Os resíduos indiferenciados são os resíduos provenientes das habitações e de atividades industriais (até 1.100l/dia) que vulgarmente designamos por “lixo normal” e não se procede ao seu tratamento. Estes resíduos são depositados em contentores de 800l, 1100l ou baldes de 240l, onde posteriormente são recolhidos e vão diretamente para o aterro sanitário.

Devido à natureza dos materiais que usamos diariamente em nossas casas, a grande percentagem dos resíduos que produzimos é passível de ser valorizada. Dentro de um plano de estratégias de 2012 a 2020 é objetivo reduzir a deposição de indiferenciados de 90% para valores entre os 35 e os 50%, aumentando assim as taxas de valorização de resíduos verdes e reciclagem entre 15 a 25%. Ao reciclarmos adequadamente os materiais reduzimos significativamente a quantidade de resíduos enviados para aterro.

A empresa que faz a recolha dos resíduos indiferenciados no concelho de Valpaços é a SUMA.

A Câmara Municipal disponibiliza aos seus munícipes informação que lhe poderá ser útil no que diz respeita aos resíduos sólidos urbanos indiferenciados:

  • Separe todos os resíduos recicláveis (embalagens, cartão, vidro, pilhas etc);
  • Acondicione o lixo em sacos bem fechados e feche sempre a tampa do contentor para evitar maus cheiros,
  • Faça a sua deposição nos recipientes apropriados, de forma a que não se espalhem ou derramem na via pública;
  • Se tiver eletrodomésticos ou móveis que queira deitar fora, contacte o município.

Onde depositar:

  • Coloque nos contentores o lixo que não é reciclável.

Depositar:

  • Tudo o que não é reciclável, nomeadamente:
  • Restos de Comida
  • Materiais sujos de gordura
  • Fraldas de bebé
  • Loiças partidas
  • Guardanapos e lenços de papel.

Não Depositar:

  • Tudo o que seja reciclável
  • Monstros
  • Aparas de jardim
  • Cinzas e brasas de lareira (podem queimar os contentores)

 Sabia que…

RI

A Câmara Municipal de Valpaços tem disponível para os seus munícipes a recolha gratuita ao domicílio de “monstros, monos, resíduos elétricos e resíduos verdes” através do Numero Verde 800 910 608 (LINHA GRATUITA) ou correio eletrónico valpacos@suma.pt:

1.º Passo – Para solicitar a recolha o Munícipe deverá efetuar uma chamada para a Linha Verde (chamada gratuita) – 800 910 608 ou enviar e-mail .

2.º Passo – Para agendar a recolha a empresa voltará a contatar o Munícipe, para proceder ao agendamento do dia efetivo da recolha;

3.º Passo – Por fim a recolha, após a sua solicitação, dos resíduos monstros, monos e elétricos será realizada num prazo máximo de 8 dias úteis e a recolha de resíduos verdes realizar-se-á num prazo máximo de 13 dias úteis.

RESÍDUOS DIFERENCIADOS

Os resíduos diferenciados são resíduos de embalagem que são devidamente separados por categorias (papel, cartão, plástico, metal e vidro) e depositados nos ecopontos, para posteriormente serem encaminhados para as estações de triagem e depois para as indústrias recicladoras.

É possível prevenir a produção excessiva de resíduos e proceder-se à sua valorização e reciclagem?

O processo de valorização e reciclagem inicia-se com uma correta separação dos resíduos. Anteriormente a recolha indiferenciada fazia com que o processo de reciclagem não fosse rentável, pois os resíduos encontravam-se todos juntos e havia custos inerentes às operações necessárias para se obter material de qualidade para depois se reciclar. Assim, a recolha seletiva tem vindo a substituir progressivamente a recolha indiferenciada.

O processo de reciclagem começa com a separação dos resíduos, mas esta prática só é possível dependendo da adesão dos cidadãos a este processo de separação.

Desta forma, de nada vale colocar ecopontos se os seus munícipes não aderirem ao processo de recolha seletiva. Por isso, os cidadãos devem procurar separar os resíduos, cumprindo as regras de separação em vigor e deposita-los nos locais equipamentos apropriados.

Sabia que…

Sistemas de Reposição de Resíduos Diferenciados

Para a deposição de resíduos separados seletivamente, existem à sua disposição diversos equipamentos, tais como:

(Estes equipamentos são sempre compostos por três contentores, nas cores azul, amarelo e verde, onde se devem colocar os seguintes resíduos).

EAz

EV

EA

Regras de Separação

Politica dos 5R´s

Reduzir, Reutilizar, Recuperar, Renovar e Reciclar, são 5 palavras importantes que ajudam a melhorar o ambiente.

A política dos 5 R´s inicia o seu ciclo com o reduzir e a reciclagem completa o ciclo dos “R´s”.

Reduzir

Consiste em diminuir a quantidade de lixo que produzimos, desperdiçando menos e consumindo apenas o que é necessário.

Reduzir significa ainda sermos cidadãos mais conscientes e mais atentos, quando se trata de consumir.

O que fazer para reduzir?

Reduzir o número de embalagens que compramos, preferir embalagens grandes em vez de muitas embalagens pequenas, evitar alimentos embalados, usar o papel dos dois lados em vez de comprar mais papel, usar os sacos mais de uma vez, são gastos que permitem reduzir a quantidade de lixo que produzimos.

Reutilizar

Como o próprio nome indica, utilizar de novo, ou seja, dar uma nova utilidade a materiais que muitas vezes consideramos inúteis.

Existem objetos que são concebidos para serem inúmeras vezes. Mas também há outros em que a imaginação ajuda a potenciar uma nova ou mais duradoura utilização.

Como podes reutilizar os diversos materiais?

Há materiais que podem ser utilizados para outros fins:

– os frascos de compota para guardar especiarias;

– os tecidos para fazer almofadas, entre outros.

Recuperar

Consiste na devolução de garrafas e embalagens reutilizáveis, para que estas possam ser usadas novamente.

Nota: devemos preferir sempre as garrafas com depósito.

Renovar

Renovar consiste na reparação de “coisas” em vez de as deitar fora.

Reciclagem

A reciclagem consiste em transformar os materiais inúteis em novos produtos ou matérias-primas de forma a diminuir a quantidade de resíduos e poupar energia.

A reciclagem traz os seguintes benefícios:

– Contribui para diminuir a poluição do solo, água e ar;

– Melhora a limpeza da cidade e a qualidade de vida da população;

– Prolonga a vida útil de aterros sanitários;

– Melhora a produção de compostos orgânicos;

– Gera empregos para a população não qualificada;

– Gera receitas com a comercialização dos recicláveis;

– Contribui para a valorização da limpeza pública e para formar uma consciência ecológica.

Compostagem

A compostagem é um processo natural de decomposição biológica e reciclagem de resíduos orgânicos, do qual resulta um corretor de solos, rico em húmus, a que chamamos composto.

Tipos de compostor

-De rede – com uma rede metálica ou plástica de 2 a 3 cm de malha, fazer um cilindro com 1m de altura e 80 cm de diâmetro.

-Pilha -consiste em amontoar material de preferência junto a um muro. A pilha deve ter cerca de 1m de altura por 2m de diâmetro na base.

-De madeira – construir uma estrutura tipo caixa com cerca de 1m de largura e 1,5m de altura.

Como compostar?

Primeiro é necessário escolher o tipo de compostor que vamos utilizar e selecionar os matérias que podemos compostar. O compostor deve ser colocado numa área de terra, pois permite que os pequenos microrganismos que ai vivem subam até ao topo, contribuindo para a degradação da pilha de compostagem.

Os resíduos devem ser colocados em camadas sobrepostas: primeiro colocam-se alguns resíduos de cozinha, depois resíduos verdes e, finalmente, terra. O compostor deve apresentar algumas perfurações (atrás ou na base) para permitir a passagem do oxigénio. O compostor está pronto a ser utilizado quando tiver um aspeto semelhante à terra.

O que compostar:

  • Aparas de relva;
  • Pequenos ramos de arbusto;
  • Folhas de árvore;
  • Cascas de fruta;
  • Folha de chá:
  • Cascas de ovo esmagadas;
  • Restos de café.
  • Restos de pão, arroz e massa;
  • Restos de comida cozinhada.
  • Restos de carne e peixe;
  • Ossos e espinhas;
  • Cinzas de cigarros e beatas;
  • Cortiça.
  • O compostor deve estar num local abrigado de vento, para evitar que seque ou arrefeça;
  • O composto deve deixar humidade na mão (se estiver muito seco devemos rega-lo, mas não excessivamente);
  • O com posto deve ter uma tampa impermeável para evitar infiltração das águas da chuva;
  • A saída de vapor da pilha de compostagem é normal, significa que o processo está a ser bem feito;
  • As minhocas são preciosas no processo de degradação dos resíduos em adubo. Não fiques preocupado se elas aparecerem;
  • Nunca deixes comida à vista, podem aparecer moscas. Se isto acontecer, cobre a comida com folhas secas;
  • Quando o volume da pilha de compostagem reduzir muito, significa que os resíduos estão a ser transformados em adubo natural e que o processo, em breve, estará concluído.

O que evitar:

  • Restos de pão, arroz e massa;
  • Restos de comida cozinhada.

O que não compostar:

  • Restos de carne e peixe;
  • Ossos e espinhas;
  • Cinzas de cigarros e beatas;
  • Cortiça.

Não esquecer:

  • O compostor deve estar num local abrigado de vento, para evitar que seque ou arrefeça;
  • O composto deve deixar humidade na mão (se estiver muito seco devemos rega-lo, mas não excessivamente);
  • O com posto deve ter uma tampa impermeável para evitar infiltração das águas da chuva;
  • A saída de vapor da pilha de compostagem é normal, significa que o processo está a ser bem feito;
  • As minhocas são preciosas no processo de degradação dos resíduos em adubo. Não fiques preocupado se elas aparecerem;
  • Nunca deixes comida à vista, podem aparecer moscas. Se isto acontecer, cobre a comida com folhas secas;

Quando o volume da pilha de compostagem reduzir muito, significa que os resíduos estão a ser transformados em adubo natural e que o processo, em breve, estará concluído.

Lâmpadas Fluorescentes

As lâmpadas fluorescentes usadas são consideradas resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos (REEE), subdividindo-se em lâmpadas fluorescentes clássicas e lâmpadas compactas.

Os munícipes deverão entregar as lâmpadas fluorescentes, desde que inteiras, preferencialmente no local de compra das novas.

Poderão ainda ser entregues na rede de pontos de recolha de REEE (ver nesta página em “Equipamentos Elétricos e Eletrónicos”) e nos locais de receção de resíduos da cidade.

Medicamentos

As farmácias são pontos de receção permanente de embalagens de medicamentos e de medicamentos fora de prazo.

Para mais informações, poderá contactar a  Valormed.

 

Óleos Lubrificantes

É proibido despejar nos esgotos ou no solo óleos lubrificantes ou minerais (geralmente utilizados em motores de veículos ou como lubrificantes).

Os fabricantes deste tipo de resíduos pagam uma taxa ambiental pelo seu tratamento. Assim, no local de compra do novo são obrigados a receber o óleo usado, por troca. As oficinas automóveis devem receber os óleos usados quando é realizada a substituição do óleo.

Pilhas e Acumuladores

Qualquer local de venda de pilhas, bem como supermercados e hipermercados, são obrigados a aceitar as pilhas e os acumuladores usados do tipo que comercializem, por troca e livre de encargos. Para o efeito, é obrigatória a presença nas instalações de recetáculos para esse fim, em local bem identificado e acessível.

A autarquia assegura a recolha de pilhas através dos pilhões instalados junto dos ecopontos.

Pneus

A responsabilidade pela recolha de pneus usados cabe ao produtor, que a transfere para uma entidade gestora. Esta tem como objetivo a organização e a gestão do sistema de recolha e destino final de pneus usados.

Na compra dos pneus novos é paga uma taxa ambiental para financiar o seu tratamento adequado, depois de usados. Ao comprar pneus novos, a entidade é obrigada a receber os pneus usados, por troca.

Radiografias

Existem campanhas periódicas para recolha de radiografias, através da sua entrega em farmácias. Para entregas fora desse período poderá contatar a Assistência Médica Internacional – AMI.

Resíduos de Construção e Demolição

Os empreiteiros ou promotores de obras que produzam Resíduos de Construção e Demolição (RCD) são responsáveis pela sua gestão, a qual só pode ser efetuada por operadores devidamente autorizados.

De acordo com o Decreto-Lei n.º 46/2008, os empreiteiros ou promotores de obras ou trabalhos que produzem ou causam entulhos devem asseguras a deposição, a recolha e o destino final a dar aos entulhos, evitando causar perigos a nível de saúde pública, prejuízos ambientais e mantendo a via limpa e higienizada.

Resíduos Verdes

Na cidade de Valpaços, os munícipes poderão solicitar à empresa prestadora de serviços, a Ecoambiente, a recolha de resíduos verdes até 1m3, a qual ocorrerá em data, hora e local acordado com os serviços.

Entende-se por resíduos sólidos verdes urbanos os provenientes da limpeza e manutenção dos jardins ou hortas das habitações ou outros espaços de uso privado, nomeadamente aparas, troncos, ramos, relva e ervas, cuja produção semanal não exceda os 1100 litros.

Equipamentos Elétricos e Eletrónicos

A responsabilidade pelo destino final dos Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos (REEE) é sempre do produtor/importador, que cobra uma taxa para a sua reciclagem ou tratamento adequados.

  • Os REEE englobam:
  • Grandes eletrodomésticos
  • Pequenos eletrodomésticos
  • Equipamentos informáticos e de telecomunicações
  • Equipamentos de consumo (Hi-Fi, câmaras de filmar, etc.)
  • Equipamentos de iluminação
  • Ferramentas elétricas e eletrónicas (com exceção de ferramentas industriais fixas de grandes dimensões)
  • Aparelhos médicos (com exceção de todos os produtos implantados e infetados)
  • Instrumentos de monitorização e controlo (balanças, etc.)
  • Distribuidores automáticos

De acordo com a legislação em vigor, na compra de um novo equipamento elétrico e eletrónico, os comerciantes têm a obrigação de aceitar os REEE com a mesma função.

Os REEE também podem ser entregues nos seguintes locais:

  • Locais de receção de resíduos

No caso de REEE de grandes dimensões, provenientes de habitações, a Ecoambiente assegura a sua recolha, mediante pedido do munícipe.

Tampas de Plástico

Este tipo de resíduos deverá ser depositado juntamente com a garrafa, frasco ou pacote correspondente.

Toners e Tinteiros

Os toners e tinteiros usados poderão ser encaminhados para a AMI ou para outros operadores autorizados pela  Agência Portuguesa do Ambiente.

©Todos os direitos reservados | Câmara Municipal de Valpaços, Praça do Município, 5430-482 Valpaços | 278 710 130 | municipio@valpacos.pt