Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo
  • Youtube
  • Issuu
  • RSS feed

Fumeiro

Ao se falar de especialidades gastronómicas de Valpaços ou de produtos de sucesso do nosso concelho, entre o topo da lista surge, inevitavelmente, o tradicional fumeiro de Valpaços.

As gentes de todo o concelho têm uma enorme aptidão para a sua produção, não só pelas condições peculiares agro-ecológicas, mas também pelo saber-fazer ancestral fiel e enraizado, tornando-o um produto único e diferenciado em relação a todos os outros.

A tradição mandava que, durante o Inverno, depois da matança do porco, criado em casa ou na região, seguiam-se os inevitáveis trabalhos de conservação das carnes para que houvesse fartura durante o ano. O fabrico de alheiras, salpicões, linguiças, chouriças, bucheiras, farinheiras de sangue, toda a carne do animal era usada para fazer o fumeiro.

Seguindo a tradição, a carne continua a ser temperada, sobretudo, com vinho e alho, a chamada “sorça”, partida e inserida nas tripas do animal e colocado ao fumo nos lareiros. Para completar a boa mesa transmontana junta-se o presunto, pé de porco, orelheira, carne gorda, que ainda se salga nas salgadeiras, mas também o vinho, pão centeio, folar, azeitonas, vagens secas, entre outras iguarias de paladares ímpares, que acompanham à mesa o fumeiro.

A produção de fumeiro de Valpaços em pequenas unidades de fabrico respeita os processos tradicionais, de acordo com as exigências legais. É uma atividade indispensável em termos económicos, que muito contribui para a manutenção das populações rurais, para a economia da região e para a manutenção/criação de emprego.

E falar no fumeiro é falar no folar, uma vez que as características únicas do Folar de Valpaços IGP devem-se, sobretudo às carnes que o compõem, nomeadamente a tradicional Linguiça, presunto e o Salpicão de Valpaços.

 

Produtores de Fumeiro: