Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo
  • Youtube
  • Issuu
  • RSS feed

Participantes do Férias em Grande assistem a devolução de ave à natureza

F1 1 1024 2500
F2 1 1024 2500
F3 1 1024 2500
F4 1 1024 2500
26 Julho 2018

O Projecto Férias em Grande, da responsabilidade da Câmara Municipal de Valpaços, está no terreno há 10 edições. Na terça-feira, 24 de Julho, a actividade foi diferente e os participantes assistiram à devolução à natureza de uma espécie selvagem, na praia fluvial do Rabaçal.

 

A pensar nas crianças que têm mais de dois meses de férias e nos pais que não têm esse tempo para estar com os filhos, a Câmara Municipal de Valpaços pôs em prática, há já 10 anos, o Projecto Férias em Grande, que se trata de um programa de ocupação das férias de forma lúdica.

Este ano o Férias em Grande decorre nas freguesias de Ervões e Vilarandelo durante o mês de Julho e em Valpaços estende-se até dia 24 de Agosto.

As actividades proporcionadas são diferentes todos os dias aliando o desporto à aprendizagem de novos conhecimentos. Neste sentido, durante os dois meses os participantes usufruem de natação, jogos aquáticos, dança, futebol, ténis, actividades radicais, música, concursos, workshops, visitas temáticas, entre outras.

No passado dia 24 de Julho, terça-feira, na Praia Fluvial do Rabaçal, o Férias em Grande proporcionou mais uma actividade diferente e pedagógica a dezenas de crianças.

Uma equipa do Centro de Recuperação de Animais Selvagens do Hospital Veterinário da UTAD – Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro – explicou os procedimentos a efectuar quando se encontra um animal fragilizado. Deve contactar-se a equipa do SEPNA – Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente – da Guarda Nacional Republicana – mais próximo sendo esta entidade a responsável pelo encaminhamento para o hospital veterinário, onde é tratado até estar em condições de ser independente.

Foi o caso da gralha preta (corvus corone) que foi devolvida à natureza naquela actividade. O animal foi entregue ao CRAS HV-UTAD pelos vigilantes da natureza e, após um período de recuperação, foi considerado apto a ser devolvido.

O médico veterinário responsável pela devolução da gralha à natureza foi Roberto Sargo, um dos responsáveis pela recuperação dos animais selvagens que são levados até ao CRAS HV da UTAD.