Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo
  • Youtube
  • Issuu
  • RSS feed

1ª Volta ao Alto Tâmega junta Municípios e atrai topo do ciclismo à região

1ª Volta ao Alto Tâmega junta Municípios e atrai topo do ciclismo à região
1ª Volta ao Alto Tâmega junta Municípios e atrai topo do ciclismo à região
05 Maio 2015

Numa iniciativa inédita dos seis municípios do Alto Tâmega, terá lugar uma prova de ciclismo de estrada com duração de três dias e juntará equipas profissionais do ciclismo nacional e internacional. No terceiro e último dia, 24 de Maio, a prova arranca em Valpaços, nos Paços do Concelho.  A Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega (CIM-AT), que abrange os concelhos de Boticas, Chaves, Montalegre, Valpaços, Vila Pouca de Aguiar e Ribeira de Pena, decidiu apostar forte no ciclismo, como veículo de divulgação da região, tendo apresentado a 1ª Volta ao Alto Tâmega na passada terça-feira, dia 28 de Abril, no auditório do GATAT, na cidade flaviense. O evento decorre entre 22 e 24 de maio, numa prova de ciclismo que contará com a presença de pelo menos 14 equipas profissionais portuguesas, mas também uma equipa russa e espanhola. Além da presença dos autarcas dos seis Municípios, a apresentação da 1ª Volta ao Alto Tâmega contou com a presença de Delmino Pereira, transmontano que preside a Federação Portuguesa de Ciclismo. A acrescentar à grande “caravana” que o evento irá atrair, com todo o staff que envolve a presença das equipas profissionais, os autarcas “piscam” também o olho ao turismo, através da presença de amantes da modalidade durante os dias da prova, mas também no futuro. A 1ª Volta ao Alto Tâmega começa a 22 de Maio, com a etapa em Chaves que dura 5,7 km, num prólogo no formato de contra-relógio por equipas, que decorrerá no centro da cidade. No dia seguinte, a etapa arranca em Boticas, e tem passagens por Ribeira Pena, Vila Pouca de Aguiar, Carrazedo Montenegro, Chaves e Montalegre, onde termina no Alto do Larouco, num total de 197 km. O último dia de prova, 24 de Maio, é dividido em duas etapas. De manhã, com a duração de 75 km, a prova arranca em Valpaços, em frente à Câmara Municipal, passando por Vidago, Vila Pouca de Aguiar e Ribeira de Pena, onde termina. Á tarde, em Vila Pouca de Aguiar, corre-se a segunda parte da última etapa, num total de 58 km, que começam e acabam junto às piscinas municipais, com passagens por Pedras Salgadas e Alto S. Martinho. Para o Presidente da Câmara Municipal Valpaços e também Presidente do Conselho de Administração da EHATB – Empreendimentos Hidroelétricos do Alto Tâmega e Barroso, Amílcar Almeida, “o Alto Tâmega tem capacidades no seu todo para ser uma região mais atrativa para os turistas e estas iniciativas são fundamentais, fazendo-o através do desporto. O objetivo é trazer gente, que possa pernoitar, que goste da região e que volte. Espero que no próximo ano tenha contornos diferentes, levando o prólogo e outras etapas para outros concelhos desta sub-região, para lhes dar também visibilidade. Seria bom pensar no futuro numa ciclovia, que percorra todo o Alto Tâmega, seria excelente haver essa ligação”.