Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo
  • Youtube
  • Issuu
  • RSS feed

Autarquia empenhada no combate aos problemas que afectam a agricultura

Autarquia empenhada no combate aos problemas que afectam a agricultura
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
24 Maio 2019

Pelo segundo ano consecutivo, a Câmara Municipal de Valpaços está no terreno no combate à Vespa das Galhas do Castanheiro. Na passada sexta-feira, 24 de Maio, Amílcar Almeida fez questão de acompanhar mais uma largada de parasitoides.

 

A vespa das galhas do castanheiro é considerada uma das pragas mais prejudiciais para os castanheiros em todo o mundo, e na Europa, particularmente na região mediterrânica, pode constituir uma séria ameaça à sustentabilidade dos soutos e castinçais.

Neste sentido e dada a importância da produção de castanha na economia do concelho, o Município Valpacense tem feito tudo o que está ao seu alcance para minimizar os impactos da praga da vespa do castanheiro e, sobretudo, travar a sua disseminação.

Só entre 2018 e 2019 foram efectuadas quase 200 largadas do insecto parasita que combate a vespa, o que significa um investimento a rondar os 30 mil euros.

Na passada sexta-feira, dia 24 de maio, foi realizada mais uma largada numa freguesia do concelho, que contou com a participação do Presidente da Câmara Municipal de Valpaços, Amílcar Almeida, do Vice-Presidente, António Medeiros, da responsável pela Protecção Civil, Carla Cerdeira, de José Gomes Laranjo, Presidente da RefCast, entre outros responsáveis locais.

Amílcar Almeida reforçou que a câmara municipal estará sempre disponível para apoiar o sector primário no concelho.

O combate à vespa das galhas do castanheiro é feito através da largada de parasitóides, ou seja, insectos que se alimentam das larvas que estão nos castanheiros e que têm, por isso, capacidade de exterminar a vespa. Trata-se de uma luta biológica necessária para proteger as culturas cujo ataque decorre, normalmente, durante a primavera.

Em 2019, as largadas foram acompanhadas pela DRAPN, COOPAÇOS, ARATM E AGRIFUTURO, abrangendo todas as freguesias do concelho onde existem soutos.