Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo
  • Youtube
  • Issuu
  • RSS feed

Associações e entidades cantam as Janeiras para desejar bom ano ao Executivo Valpacense

Associações e entidades cantam as Janeiras para desejar bom ano ao Executivo Valpacense
Associações e entidades cantam as Janeiras para desejar bom ano ao Executivo Valpacense
Associações e entidades cantam as Janeiras para desejar bom ano ao Executivo Valpacense
Associações e entidades cantam as Janeiras para desejar bom ano ao Executivo Valpacense
11 Janeiro 2016
A tradição de cantar as Janeiras continua viva em Valpaços. Nas primeiras semanas de Janeiro ecoam nos Paços do Concelho as vozes de valpacenses de todas as idades para desejar Bom Ano Novo.   Com o início do mês de Janeiro, chegam também os cantares ao Município Valpacense. Munidos de instrumentos dos mais tradicionais aos mais usuais, crianças, jovens e menos jovens vestem-se a preceito para em conjunto, com a sua escola, com a instituição ou associação a que pertencem anunciar a chegada do Novo Ano e desejar a todo o Executivo Valpacense, em representação de todos os valpacenses, um Próspero Ano Novo. O Município de Valpaços fazendo questão de, ao longo do tempo, ter uma relação próxima com as associações, entidades e instituições do concelho, muito se orgulha de receber os cantadores. O Presidente da Câmara Municipal de Valpaços, Amílcar Almeida, enaltece a presença dos vários grupos que assinalam esta tradição, sublinhando que “estes momentos são também uma maneira de manter os hábitos e costumes não só do concelho, como da região e do país”. Amílcar Almeida aproveita a ocasião para reforçar o apoio da autarquia às várias instituições e associações concelhias, lembrando que esta época serve também para aproximar Munícipes e Município. “Esta é a casa de todos vós. São sempre Bem-Vindos”, culminou. Uma tradição que é também uma manifestação de alegria traduzida em votos de bom ano que se prolonga durante as primeiras semanas de Janeiro de cada ano. Pelo concelho, a tradição continua a cumprir-se, com muitos grupos a demonstrar as tradições locais, e a receber em troca os doces e outras iguarias características desta época do ano.