Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo
  • Youtube
  • Issuu
  • RSS feed

Secretário de Estado da Saúde recebido por Amílcar Almeida

Secretário de Estado da Saúde recebido por Amílcar Almeida
Secretário de Estado da Saúde recebido por Amílcar Almeida
21 Janeiro 2015
O Presidente da Câmara Municipal de Valpaços proporcionou um encontro entre vários responsáveis do sector da saúde a nível local, regional e nacional. A reunião de trabalho que serviu para debater alguns assuntos pendentes relacionados com a área teve lugar na passada terça-feira, 20 de janeiro. Manuel Ferreira Teixeira, Secretário de Estado da Saúde, acompanhado de Luís Castanheira Nunes e Ponciano Oliveira, da Administração Regional de Saúde do Norte, foram recebidos ao final da manhã por Amílcar Almeida na câmara municipal. O encontro que ocorreu em Valpaços foi proporcionado pelo autarca, a fim de serem debatidas vários assuntos relacionados com a saúde no concelho, bem como acelerar alguns processos pendentes, tendo em vista um melhor acesso aos cuidados de saúde e, assim, uma melhor qualidade de vida aos valpacenses. Á reunião de trabalho juntaram-se ainda o Deputado da Assembleia da República pelo círculo de Vila Real, Luís Pedro Pimentel, e outros responsáveis de entidades locais. Satisfeito com o encontro, Amílcar Almeida referiu que a reunião foi bastante proveitosa. “Conseguimos da parte dos responsáveis do Governo a garantia da implementação dos meios complementares de diagnóstico e consulta externa no hospital, através da celebração de protocolos, pelos quais foi também confirmada a continuação do serviço de fisioterapia”, esclareceu. O custo da taxa moderadora entre as 20:00 e as 22:00 horas e a permanência durante três dias por semana do técnico de análises da água, assuntos relacionados com o Centro de Saúde de Valpaços, também estiveram em cima da mesa. Por sua vez, o Presidente da Câmara Municipal de Valpaços conseguiu desbloquear uma situação antiga no posto de saúde da freguesia de Santa Valha, que poderá brevemente passar a funcionar na antiga escola primária que, após vários anos, e com todas as obras realizadas, aguardava autorização da Administração Regional de Saúde do Norte.