Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo
  • Youtube
  • Issuu
  • RSS feed

Valpaços acolheu "Juramento de Bandeira" do Regimento de Infantaria 19

Valpaços acolheu "Juramento de Bandeira" do Regimento de Infantaria 19
image title
image title
image title
image title
image title
image title
24 Novembro 2017

Os Paços do Concelho, em Valpaços, receberam, pela primeira vez, esta sexta-feira, 23 de Novembro, a cerimónia de "Juramento de Bandeira" de 103 jovens soldados-recruta do 5.º Curso de Formação Geral Comum de Praças do Exército de 2017, do Regimento de Infantaria 19, de Chaves.

 

As cerimónias iniciaram com a Continência das Forças em Parada à Alta Entidade, seguindo-se o restante protocolo, que “chamou” centenas de pessoas ao Jardim Público. Um momento emotivo que terminou com a imposição das boinas aos recrutas que juraram "defender a pátria" perante o estandarte nacional. O ato solene foi presidido pelo Major General Francisco Xavier Ferreira de Sousa, Comandante da Brigada de Intervenção.

A cerimónia de "Juramento de Bandeira" trouxe um colorido diferente ao coração da cidade, onde estiveram presentes várias individualidades militares e civis, familiares e amigos dos recrutas. Um momento em que teve lugar, ainda, a Imposição de condecorações. Depois de lidos os deveres militares e proferida a fórmula do "Juramento de Bandeira", seguiu-se a imposição das boinas e o desfile das forças em parada. O ato foi abrilhantado com vários momentos musicais a cargo da Banda do Exército do Destacamento do Porto.

Para o Coronel João Godinho, Comandante do Regimento de Infantaria 19, “a cerimónia correu muito bem. Estou muito satisfeito e temos de agradecer à Câmara Municipal de Valpaços, sem o apoio da qual nada teria sido possível. Os valpacenses estiveram connosco, vimos na cerimónia os familiares dos militares, mas também valpacenses de todas as idades. O nosso muito obrigado”.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Valpaços, Amílcar Almeida, “é uma honra receber esta emotiva cerimónia. Trata-se de um acto cívico e de amor, em que relembramos a todos algo que faz parte da nossa cultura e do ser cidadão português”.