Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo
  • Youtube
  • Issuu
  • RSS feed

Serra de Santa Isabel ganhou vida nova

Serra de Santa Isabel ganhou vida nova
74955601_564664600954112_8798058979063234560_n
74875764_2416880951859310_9136975161923207168_n
73498071_2402999509821963_983817586917507072_n
75513600_784639501974977_6889185103935700992_n
74936952_3119614408112652_774373476663296000_n
76248443_1165169520345881_5383849661402447872_n
76601321_988870698141794_8855467281468096512_n
74160697_439200280306994_1707866592471154688_n
74880698_564966050923134_6506715856750247936_n
74906685_771480226659379_8708993585116086272_n
69888647_2369144123350536_955376395087773696_n
74308822_1516323168524915_5480860723372359680_n
76762465_565281027569500_143562541748977664_n
11 Novembro 2019

Graças à iniciativa “Dar de Volta”, a Serra de Santa Isabel, no concelho valpacense, ganhou vida nova na passada sexta-feira, 8 de Novembro.

Trata-se de uma iniciativa sem fins lucrativos que desafia os consumidores a retribuírem à Natureza, em conjunto com a marca Pedras Salgadas, o que aquela dá a cada um de nós. São parceiras na causa a Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza, ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas e LPN – Liga para a Proteção da Natureza.

No concelho valpacense, a iniciativa teve representação na Serra de Santa Isabel e contou com a participação dos alunos do 4.º ano de escolariedade do ensino básico do Centro Escolar de Valpaços.

O Presidente da Câmara Municipal de Valpaços, Amílcar Almeida, fez questão de marcar presença na iniciativa de conservação da Natureza, assente em três vertentes: “Dar Ideias”, “Dar Tempo” e “Dar Apoio”.

A actividade fez parte de uma candidatura feita na plataforma digital da marca na área “Dar de Volta Ideias”, de onde saiu vencedora a ideia do valpacense Rui André Esteves, que é baseada em “7 recomendações para as Juntas de Freguesia de aldeias rurais de Valpaços para prevenir incêndios”. É também objectivo inventariar o estado da floresta e campos agrícolas, acessos e condições.

Nesta primeira fase foi feita uma limpeza ao terreno, com recolha e separação de resíduos para reciclagem, plantados 100 medronheiros e colocados ninhos de espécies autóctones.