Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo
  • Youtube
  • Issuu
  • RSS feed
  • Twitter
  • Instagram
  • TikTok

Projetos Cofinanciados - Portugal 2020

POSEUR_PT2020_FC_Bom

  • Abastecimento de Água em Padrela

    POSEUR_PT2020_FC_Bom

    Designação do projeto | Abastecimento de água em Padrela

    Código do projeto | POSEUR-03-2012-FC-000218

    Objetivo principal | Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos

    Região de intervenção | Norte

    Entidade beneficiária | Município de Valpaços

    Data de aprovação | 28/11-2016

    Data de início | 01/02/2017

    Data de conclusão | 31/05/2017

    Custo total elegível | 11.692,28 €

    Apoio financeiro da União Europeia | FC 9.938,43 €

    Apoio financeiro público nacional/regional | 1.753,85 €

    Objetivos, atividades e resultados atingidos:
    Melhorar a qualidade do serviço de abastecimento de água; garantir o acesso aos serviços à população ainda não servida na área de influência deste sistema; otimizar e gerir de forma eficiente os recursos, preservando-os; otimizar a utilização da capacidade instalada dos sistemas e aumentar a adesão aos serviços; gerir eficientemente os ativos existentes e aumentar a sua vida útil, reduzindo os custos de exploração; otimizar e/ou reduzir os gastos operacionais, de modo a garantir a sustentabilidade do setor; gerar externalidades positivas ao nível da criação de emprego, competitividade e inovação.

    . População adicional servida pelas melhorias de abastecimento de água - n.º - 255,00;
    . Redução das ocorrências de falhas no abastecimento de água - % - 100,00;
    . Alojamentos com adesão ao serviço em alta - % - 100,00.

  • Construção de ETAR e duas bombagens em Rio Torto

    POSEUR_PT2020_FC_Bom

    Designação do projeto | Construção de etar e duas bombagens em Rio Torto

    Código do projeto | POSEUR-03-2012-FC-000215

    Objetivo principal | Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos

    Região de intervenção | Norte

    Entidade beneficiária | Município de Valpaços

    Data de aprovação | 17/12/2016

    Data de início | 18/10/2016

    Data de conclusão | 30/08/2017

    Custo total elegível | 90.298,69 €

    Apoio financeiro da União Europeia | FC 76.370,13 €

    Apoio financeiro público nacional/regional | 13.928,56 €

    Objetivos, atividades e resultados atingidos:
    Melhorar a qualidade do serviço de saneamento de águas residuais; garantir o acesso aos serviços à população ainda não servida na área de influência deste sistema; otimizar e gerir de forma eficiente os recursos, preservando-os; otimizar a utilização da capacidade instalada dos sistemas e aumentar a adesão aos serviços; gerir eficientemente os ativos existentes e aumentar a sua vida útil, reduzindo os custos de exploração; otimizar e/ou reduzir os gastos operacionais, de modo a garantir a sustentabilidade do setor; gerar externalidades positivas ao nível da criação de emprego, competitividade e inovação.

    . Estações de tratamento de águas residuais (ETAR) construídas para servir até 500 eq. Pop. - Nº - 1,00;
    . População adicional servida pelas melhorias sistema de saneamento de águas residuais em baixa - Equiv. população - 235,00;
    . Estações elevatórias construídas (AR) - Nº - 1,00;
    . Alojamentos abrangidos com avaliação satisfatória no cumprimento dos parâmetros de descarga - % - 100,00.

  • Elaboração do levantamento cadastral da rede de abastecimento de água e saneamento de águas residuais geridas pelo Município

    POSEUR_PT2020_FC_Bom

    Designação do projeto | Elaboração do levantamento cadastral da rede de abastecimento de água e saneamento de águas residuais geridas pelo Município

    Código do projeto | POSEUR-03-2012-FC-000069

    Objetivo principal | Preservar e proteger o ambiente e promover a eficácia energética

    Região de intervenção | Norte

    Entidade beneficiária | Município de Valpaços

    Data de aprovação | 13/05/2016

    Data de início | 31/03/2017

    Data de conclusão | 30/06/2018

    Custo total elegível | 355.500,00 €

    Apoio financeiro da União Europeia | FC 302.175,00 €

    Apoio financeiro público nacional/regional | 53.325,00 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados:

    Melhorar a qualidade do serviço de abastecimento de água e de saneamento de águas residuais; garantir o acesso aos serviços por parte de toda a população; proteger o ambiente e melhorar a qualidade das massas de água; otimizar e gerir de forma eficiente os recursos, preservando-os; aumentar a disponibilidade de informação acerca das infraestruturas; otimizar a utilização da capacidade instalada dos sistemas e aumentar a adesão aos serviços; gerir eficientemente os ativos existentes e aumentar a sua vida útil, reduzindo os custos de exploração; otimizar e/ou reduzir os gastos operacionais, de modo a garantir a sustentabilidade do setor; diminuir a água não faturada; reduzir as perdas de água e controlar as afluências indevidas na rede de abastecimento de água; reduzir a contaminação por roturas nos coletores da rede de saneamento de águas residuais; gerar externalidades positivas ao nível da criação de emprego, competitividade e inovação.

     . Taxa de cobertura do cadastro referente à extensão da rede de saneamento de águas residuais (SAR) - % - 100,00;

    . Taxa de cobertura do cadastro referente à extensão da rede de abastecimento de água (AA) - % - 100,00;

    . Extensão da rede de saneamento de águas residuais cadastrada (SAR) - km - 400,00;

    . Extensão da rede de abastecimento de água cadastrada (AA) - km - 500,00;

    . Grau de incremento no índice de conhecimento infraestrutural de saneamento de águas residuais (SAR) - % - 57,14;

    . Grau de incremento no índice de conhecimento infraestrutural de abastecimento de água (AA) - % - 50,00.

  • Obras de saneamento no Concelho - Sonim

    POSEUR_PT2020_FC_Bom

    Designação do projeto | Obras de saneamento no Concelho - Sonim

    Código do projeto | POSEUR-03-2012-FC-000216

    Objetivo principal | Preservar e proteger o ambiente e promover a eficácia energética

    Região de intervenção | Norte

    Entidade beneficiária | Município de Valpaços

    Data de aprovação | 10/03/2017

    Data de início | 13/07/2017

    Data de conclusão | 18/10/2017

    Custo total elegível | 41.037,55 €

    Apoio financeiro da União Europeia | FC 34.761,59 €

    Apoio financeiro público nacional/regional | 10.797,10 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados:

    Melhorar a qualidade do serviço de saneamento de águas residuais; garantir o acesso aos serviços à população ainda não servida na área de influência deste sistema; otimizar e gerir de forma eficiente os recursos, preservando-os; otimizar a utilização da capacidade instalada dos sistemas e aumentar a adesão aos serviços; gerir eficientemente os ativos existentes e aumentar a sua vida útil, reduzindo os custos de exploração; otimizar e/ou reduzir os gastos operacionais, de modo a garantir a sustentabilidade do setor; gerar externalidades positivas ao nível da criação de emprego, competitividade e inovação.

    . População adicional servida pelas melhorias do sistema de saneamento de águas residuais em baixa - Equiv. população - 5,00;
    . Incremento do nº de alojamentos a ter destino adequado de águas recolhidas - % - 3,18.

  • Reforço da instalação de redes de defesa da floresta contra incêndios - adaptação do acesso a 2 pontos de água - Santa Comba e Vales

    POSEUR_PT2020_FC_Bom

    Designação do projeto | Reforço da instalação de redes de defesa da floresta contra incêndios - adaptação do acesso a 2 pontos de água - Santa Comba e Vales

    Código do projeto | POSEUR-02-1810-FC-000445

    Objetivo principal | Promover a adaptação às alterações climáticas e a prevenção e gestão de riscos

    Região de intervenção | Norte

    Entidade beneficiária | Município de Valpaços

    Data de aprovação | 19/05/2017

    Data de início | 01/05/2017

    Data de conclusão | 31/12/2017

    Custo total elegível | 106.731,55 €

    Apoio financeiro da União Europeia | FC 101.394,97 €

    Apoio financeiro público nacional/regional | 5.336,58 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados:

     

    a) Garantir o acesso aos espaços florestais para a execução das atividades de silvicultura preventiva e de infraestruturação; b) Garantir o acesso e a interligação das restantes infraestruturas da RDFCI; c) Compartimentar os espaços florestais; d) Permitir as ações de vigilância, deteção e fiscalização; e) Facilitar o acesso e melhorar a eficiência das ações de supressão no ataque inicial e no ataque ampliado; f) Contribuir para a segurança dos intervenientes nas ações de supressão; g) Permitir a evacuação em caso de incêndio das pessoas que residem, trabalham ou visitam os espaços florestais.

     . População que beneficia de proteção contra incêndios florestais - Pessoas - 561,00;

    . Extensão da rede de defesa da floresta contra incêndios instalada - km - 12,50;

    . Superfície de espaço florestal beneficiada com a rede de defesa da floresta contra incêndios - hectares - 22,50;

    . Taxa de cobertura com redes de defesa da floresta das áreas de maior risco de incêndio florestal - % - 2,63.

norte2020_1_800_200

PROJETOS COFINANCIADOS FEDER

  • Bairro 1º de Maio

    Imagem1

    Designação do projeto – Bairro 1.º de Maio
    Código do projeto - NORTE-04-2316-FEDER-000260
    Objetivo principal – Preservar e proteger o ambiente e promover a eficiência energética
    Região de intervenção - NORTE
    Entidade beneficiária - Município de Valpaços
    Data de aprovação - 29/11/2018
    Data de início - 05/02/2020
    Data de conclusão - 03/08/2020
    Custo total elegível - 495.326,34€
    Apoio financeiro da União Europeia - FEDER - 421.027,39€
    Apoio financeiro público nacional/regional – 74.298,95€

    Objetivos:
    A presente operação assume como objetivo geral a reabilitação do espaço público do Bairro 1.º de Maio, promovendo a integração deste território na cidade, a sua multifuncionalidade e a integração socio-urbana deste espaço público, com vista a atrair e fixar novos habitantes.
    A zona em causa apresenta bolsas de degradação urbana evidentes, pelo estado ruinoso de alguns dos seus edifícios e áreas envolventes que, associado a outros fatores, acabam por influenciar as relações de vizinhança próxima, transformando-se em zonas deprimidas, quer no ponto de vista físico, social, económico, etc. Importa conquistar a sua qualidade urbana sendo também este um processo que deverá evoluir ao longo do tempo.

    Atividades:
    A intervenção neste Bairro enquadra-se na estratégia do município de promover uma maior fruição do espaço público, atraindo população e atividades, através da requalificação e diversificação das áreas de estadia e de circulação e de uma maior articulação entre as diversas vertentes de utilização (comercial, cultural, lazer). Além disso, as intervenções deverão ter em consideração uma articulação e coerência ao nível das tipologias de mobiliário urbano, pavimentos, iluminação pública, sinalética, espaços verdes e de ensombramento. O Município propõe-se, assim, realizar uma intervenção integrada e estruturada que pretende dotar o espaço público de melhores condições físicas, favoráveis à melhor vivência urbana, eficiência energética e fruição coletiva e, também, reforçar o sentimento de pertença comunitária e a dinamização das atividades associativas. Com esta intervenção, prende-se, ainda, alavancar a iniciativa privada na reabilitação do edificado, considerando a valorização do ambiente, paisagem e vida urbana. No que se refere aos aspetos relacionados com a intervenção no espaço público do Bairro, deve salientar-se a melhoria da pavimentação, infraestruturas de águas pluviais, abastecimento de água, eletricidade, telecomunicações e sinalização vertical e horizontal.
    Resultados esperados/atingidos:
    - Espaços abertos criados ou reabilitados em áreas urbanas – 7.090,00m2;
    - Aumento do grau de satisfação dos residentes que habitam em áreas com estratégias integradas de desenvolvimento urbano – 5,00.

    Imagem2

  • Centro Luís Teixeira

    norte2020

    Designação do projeto - Centro Luís Teixeira

    Código do projeto - NORTE-04-2316-FEDER-000019

    Objetivo principal – Preservar e proteger o ambiente e promover a eficiência energética

    Região de intervenção - Norte

    Entidade beneficiária - Município de Valpaços

    Data de aprovação - 19/12/2016

    Data de início - 01/05/2017

    Data de conclusão - 30/06/2018

    Custo total elegível - 1.257.306,93€

    Apoio financeiro da União Europeia - FEDER - 1.068.710,89€

    Apoio nanceiro público nacional/regional – 188.596,04€

    Objetivos:

    A presente operação visa a reabilitação integral do edifício do centro Luís Teixeira e do espaço público adjacente, valorizando o seu conjunto de acordo com as exigências atuais, quer ao nível do conforto dos utentes como em termos de eficiência energética. A intervenção proposta foi definida, não só de acordo com a resposta funcional pretendida, mas também tendo em conta as potencialidades culturais e turísticas que um equipamento com as suas características poderá produzir a nível local e regional, a sua valia ambiental e visual e a sua integração na malha urbana da cidade.

    O auditório, peça principal deste edifício terá a capacidade para 266 pessoas sentadas.

    Atividades:

    A operação no centro Luís Teixeira compreende uma intervenção profunda, envolvendo aspetos tão específicos como canalização, rede elétrica, climatização, estruturas entre outras. A nível de cobertura pretende-se substituir as placas em fibrocimento, o qual apresenta efeitos nefastos para a saúde. Toda a luminária a ser instalada, quer no interior quer no exterior do edifício será tipo LED, o que garante uma poupança energética superior a 50% na fatura elétrica e um tempo de vida superior das luminárias. No âmbito da sustentabilidade, está prevista a instalação de um sistema solar inovador constituído por painel solar com 1,94m2 de área de captação. Nos espaços exteriores, a intervenção no Centro Luís Teixeira também contribuirá para desenvolver e melhorar a estrutura ecológica urbana, uma vez que uma parte superior a 500m2 será em grande parte ocupada por espaços verdes e conjuntos ajardinados.

    Resultados esperados:

    Espaços abertos criados ou reabilitados em áreas urbanas – 1.310,00m2

    Edifícios públicos ou comerciais construídos ou renovados em áreas urbanas – 506,00m2.

  • Construção de Percurso Ciclável e Pedonal em Carrazedo de Montenegro

    norte2020

    Designação do projeto – Construção de Percurso Ciclável e Pedonal em Carrazedo de Montenegro
    Código do projeto - NORTE-03-1406-FEDER-000162
    Objetivo principal – Apoiar a transição para uma economia de baixo teor de carbono em todos os setores
    Região de intervenção - NORTE
    Entidade beneficiária - Município de Valpaços
    Data de aprovação - 09/12/2021
    Data de início - 01/06/2021
    Data de conclusão - 31/05/2022
    Custo total elegível – 389.636,68€
    Apoio financeiro da União Europeia - FEDER - 331.191,18€
    Apoio financeiro público nacional/regional – 58.445,50€

    Objetivos:
    A presente operação tem por objetivo proceder à construção de um percurso ciclável e pedonal em Carrazedo de Montenegro, constando os trabalhos de demolições, movimentos de terras, pavimentação, passeios, ciclovia, sinalização vertical e horizontal, redes de abastecimento de água e águas pluviais, bem como infraestruturas elétricas e de telecomunicações. Esta operação da construção de percursos pedonais e cicláveis, irá permitir a ligação das principais zonas da vila de Carrazedo de Montenegro, pavilhão da castanha, espaços de lazer e zona residencial, a par de uma qualificação genérica dos espaços de circulação pedonal de modo a torná-los mais atrativos e seguros.

    Atividades:
    A intervenção a realizar e tirando partido da morfologia favorável para o fomento do uso modos suaves e da dimensão adequada da grande maioria dos seus eixos viários, o beneficiário Município de Valpaços pretende criar, na vila de Carrazedo de Montenegro um Percurso Ciclável, com uma extensão de 1.910 metros, e Pedonal ao longo de artérias importantes no interior da vila, nomeadamente na Av. D. Dinis, Av. dos Bombeiros Voluntários, Rua Olívio Sousa, Rua do Toural, Rua 5 de Novembro, Rua Dr. Francisco Sá Carneiro e Rua do Jardim. O facto de a Vila de Carrazedo de Montenegro não ter transportes coletivos urbanos, conjugado com a ausência de uma rede adequada e qualificada de vias pedonais e de ciclovias, funciona como um forte encorajamento à utilização do transporte individual motorizado. Por conseguinte, para permitir e incentivar a utilização de meios de locomoção alternativos, propõe-se criar e desenvolver uma rede de percursos cicláveis e pedonais urbanas.
    Resultados esperados/atingidos:
    - Emissão estimada dos gases com efeito estufa – 5,5 ton/CO2;
    - Vias dedicadas às mobilidades suaves ou à redução de emissões de carbono- 1,910 Km.

     

  • Construção de Percurso Ciclável e Pedonal na cidade de Valpaços - Colmatação

    imagem

    Designação do projeto – Construção de Percurso Ciclável e Pedonal na cidade de Valpaços - Colmatação

    Código do projeto - NORTE-04-2316-FEDER-000379

    Objetivo principal – Preservar e proteger o ambiente e promover a eficiência energética

    Região de intervenção - NORTE

    Entidade beneficiária - Município de Valpaços

    Data de aprovação - 15/01/2020

    Data de início - 11/08/2020

    Data de conclusão - 07/06/2020

    Custo total elegível – 635.840,06€

    Apoio financeiro da União Europeia - FEDER - 540.464,05€

    Apoio financeiro público nacional/regional – 95.376,01€

     

    Objetivos:

    A presente operação vai permitir colmatar na cidade de Valpaços uma rede urbana de ciclovias, e permitir o melhoramento de toda uma rede de percursos pedonais, que sejam estruturantes da circulação e que promova a articulação entre os diferentes espaços da cidade, sendo para isso necessário proceder ao reperfilamento de vias, passeios, de modo a acomodar uma rede ciclável e pedonal, que passe por pontos estruturantes (avenidas principais, equipamentos públicos, bairros periféricos, estruturas verdes e de lazer, zona industrial). Dentro desta perspetiva, considera-se as artérias da cidade de Valpaços, já recebidas, serem elementos estruturantes para o desenvolvimento da rede ciclável e para o melhoramento da circulação pedonal.

    Atividades:
    A intervenção a realizar no espaço urbano para implantação de um percurso ciclável e pedonal, colmatará a rede de ciclovia já implantada na Av. Dr. Francisco Sá Carneiro. Pretende-se dotar e adaptar uma ciclovia, com extensão de cerca de 104 metros, ao longo da Rua Luís Barroso e a requalificação / melhoramento de toda uma rede de percursos pedonais ao longo de artérias importantes no interior da cidade, nomeadamente na Rua Luís Barroso, Rua Vale das Amoreiras, Rua Padre Manuel Torrão Mesquita, Rua Dr. Manuel Moutinho, Av. Dr. Manuel Chaves Sobrinho de Morais, Rua Infante D. Henrique, Praceta Infante D. Henrique, Rua Bispo Gomes Cardoso, Rua General Humberto Delgado, Rua Sotto Mayor, Praceta de Timor, Rua do Arco e Rua D. Ximenes Bello. O facto de a cidade de Valpaços não ter transportes coletivos urbanos, conjugado com a ausência de uma rede adequada e qualificada de vias pedonais e de ciclovias, funciona como um forte encorajamento à utilização do transporte individual motorizado. Por conseguinte, para permitir e incentivar a utilização de meios de locomoção alternativos, propõe-se continuar o desenvolvimento de uma rede de percursos cicláveis e pedonais urbanas. O projeto proposto resulta para colmatar a pré-existente ciclovia que têm como eixo principal a Av. Dr. Francisco Sá Carneiro e faz parte da construção de uma rede urbana de circulação urbana, que incremente modos suaves de circulação.
    Resultados esperados/atingidos:
    - Espaços abertos criados ou reabilitados em áreas urbanas (m2) – 25.310,00;
    - Aumento do grau de satisfação dos residentes que habitam em áreas com estratégias integradas de desenvolvimento urbano (1 a 10) – 5,00.

  • Construção de Percurso Ciclável e Pedonal na cidade de Valpaços – Colmatação (2.ª fase)

    norte2020

    Designação do projeto – Construção de Percurso Ciclável e Pedonal na cidade de Valpaços – Colmatação (2.ª fase)
    Código do projeto - NORTE-04-2316-FEDER-000427
    Objetivo principal – Preservar e proteger o ambiente e promover a eficiência energética
    Região de intervenção - NORTE
    Entidade beneficiária - Município de Valpaços
    Data de aprovação - 15/09/2021
    Data de início - 01/06/2021
    Data de conclusão - 31/05/2022
    Custo total elegível - 779.630,00€
    Apoio financeiro da União Europeia - FEDER - 606.301,48€
    Apoio financeiro público nacional/regional – 173.328,52€
    Objetivos:
    A presente operação pretende dar continuidade à colmatação dos Percursos Pedonais na cidade de Valpaços, permitindo o melhoramento de toda uma rede de percursos pedonais, que sejam estruturantes da circulação e que promova a articulação entre os diferentes espaços da cidade, sendo para isso necessário proceder ao reperfilamento de vias, passeios, de modo a acomodar uma rede ciclável e pedonal, que passe por pontos estruturantes (avenidas principais, equipamentos públicos, bairros periféricos, estruturas verdes e de lazer, zona industrial).
    Este projeto pretende, ainda, criar novos hábitos de mobilidade dentro da cidade, bem como desenvolver estilos de vida saudáveis, dando, ainda, uma maior centralidade à problemática da preservação ecológica, da sustentabilidade ambiental e da promoção do espaço público como lugar de interação e de relações sociais, onde se deve “ancorar” as vivências urbanas e a dinamização socioeconómica.

    Atividades:
    A intervenção a realizar no espaço urbano para implantação de um percurso ciclável e pedonal, colmatará a rede de percursos já iniciada na Av. Dr. Francisco Sá Carneiro, e que se desenvolve na denominada Expansão Urbana, sendo esta já uma 2.ª fase da própria colmatação.
    O beneficiário, Município de Valpaços, pretende assim dar continuidade à colmatação dos Percursos Cicláveis e Pedonais já existentes, o melhoramento de toda uma rede pedonal ao longo de artérias importantes no interior da cidade, nomeadamente na Rua das Rosas, Rua General Humberto Delgado, Rua Sotto Mayor, Rua do Arco, Av. Dr. Manuel Chaves Sobrinho de Morais, Rua Infante D. Henrique, Rua D. Ximenes Bello, Praceta de Timor, Rua de Angola, Rua de Cabo Verde e Rua de Moçambique.
    O presente projeto pretende fomentar uma ideia de rede urbana de circulação, que fomente à prática de exercício físico, próximo das zonas de lazer existentes e simultaneamente assegure a segurança dos transeuntes. Para que tal se verifique é necessário proceder ao reperfilamento das ruas e passeios para acomodar uma ligação pedonal, nas atuais plataformas existentes nas artérias atrás descritas.
    Esta continuação da rede de percursos pedonais a criar permitirá ligar as principais zonas da cidade a par de uma qualificação genérica dos espaços de circulação pedonal de modo a torná-los mais atrativos e seguros.

    Resultados esperados/atingidos:
    - Espaços abertos criados ou reabilitados em áreas urbanas – 28.100,00m2;
    - Aumento do grau de satisfação dos residentes que habitam em áreas com estratégias integradas de desenvolvimento urbano– 5,00.

  • Construção de Percurso Ciclável e Pedonal na cidade de Valpaços

     

    norte2020

    Designação do projeto – Construção de Percurso Ciclável de Pedonal na cidade de Valpaços

    Código do projeto - NORTE-03-1406-FEDER-000041

    Objetivo principal – Apoiar a transição para uma economia de baixo teor de carbono em todos os setores

    Região de intervenção - Norte

    Entidade beneficiária - Município de Valpaços

    Data de aprovação - 07/12/2017

    Data de início - 03/06/2019

    Data de conclusão - 30/11/2019

    Custo total elegível - 427.454,21€

    Apoio financeiro da União Europeia - FEDER - 363.336,08€

    Apoio financeiro público nacional/regional – 64.118,13€

     

    Objetivos:

    O objetivo da presente operação consiste na concretização de um percurso ciclável e pedonal na cidade de Valpaços, visando a criação de uma estrutura de promoção dos modos suaves, de uso quotidiano e que facilite o acesso a equipamentos públicos de maneira eficiente e segura.
    Este projeto pretende, ainda, criar novos hábitos de mobilidade dentro da cidade, bem como desenvolver estilos de vida saudáveis, dando, ainda, uma maior centralidade à problemática da preservação ecológica, da sustentabilidade ambiental e da promoção do espaço público como lugar de interação e de relações sociais, onde se deve “ancorar” as vivências urbanas e a dinamização socioeconómica.

    Atividades:

    A rede de percursos cicláveis e pedonais a criar permitirá ligar as principais zonas da cidade a par de uma qualificação genérica dos espaços de circulação pedonal de modo a torná-los mais atrativos e seguros, visto que acompanham todo o circuito ciclável determinado. No sentido acomodar uma rede ciclável que promova a circulação suave e a articulação entre os diferentes espaços da cidade (avenidas principais, equipamentos públicos, bairros periféricos, estruturas verdes e de lazer, zona industrial) será necessário proceder ao reperfilamento de vias e passeios. Tirando partido da morfologia favorável para o fomento do uso modos suaves e da dimensão adequada da grande maioria dos seus eixos viários, a Câmara Municipal de Valpaços pretende criar um Percurso Ciclável e Pedonal, com uma extensão de 1.952 metros, ao longo de artérias importantes no interior da cidade, nomeadamente na Rua E do Bairro da Crasta, na Avenida Pinheiro Manso, na Rua Crasta, na Rua D do Bairro da Crasta, na Rua Cidade de Bettenbourg, na Rua D da Zona Industrial de Valpaços e na Rua Tramagal.

    Resultados esperados/atingidos:

    Emissão estimada dos gases com efeito estufa – 5,5 ton/CO2.

  • Criação da Zona Industrial de Carrazedo de Montenegro

    norte2020

    Designação do projeto – Criação da Zona Industrial de Carrazedo de Montenegro
    Código do projeto - NORTE-02-0853-FEDER-037591
    Objetivo principal – Reforçar a competitividade das pequenas e médias empresas
    Região de intervenção - NORTE
    Entidade beneficiária - Município de Valpaços
    Data de aprovação - 02/07/2020
    Data de início - 28/06/2021
    Data de conclusão - 10/08/2022
    Custo total elegível - 945.337,53€
    Apoio financeiro da União Europeia - FEDER - 524.088,89€
    Apoio financeiro público nacional/regional – 421.248,64€
    Objetivos:
    A presente operação tem por objetivo a criação de uma infraestrutura que permita acolher a nova Zona Industrial de (ZI) Carrazedo de Montenegro, que ofereça condições de topo para a instalação e desenvolvimento de atividades empresariais/industriais, preferencialmente em setores considerados prioritários no contexto da estratégia do concelho e da região. A presente empreitada visa a construção das infraestruturas da ZI em Carrazedo de Montenegro, nomeadamente movimentos de terra, pavimentação, sinalização vertical e horizontal, redes de abastecimento de água, águas residuais (incluindo estação elevatória) e pluviais, bem como infraestruturas elétricas e telecomunicações.
    Com a instalação da ZI de Carrazedo de Montenegro pretende o Município de Valpaços, melhorar as condições de instalação de empresas no concelho, potenciar economias de aglomeração e de rede, contribuir para a criação de emprego e para o aumento do volume de negócios e da capacidade exportadora do concelho e da região.

    Atividades:
    A intervenção a realizar da criação da Zona Industrial de Carrazedo de Montenegro decorre da necessidade sentida pelo beneficiário de criar condições para a criação e fixação de novas empresas. Este imperativo não é novidade, uma vez que desde há algum tempo a esta parte a Zona Industrial localizada na freguesia de Valpaços não dispõe de espaço para o acolhimento de empresas. Esta realidade levou o Município de Valpaços a programar estrategicamente a criação de uma nova Zona Industrial que fosse capaz de albergar as empresas que atualmente não encontram espaço o desenvolvimento da sua atividade no concelho, e, em simultâneo, promover a diversificação económica e um desenvolvimento económico territorialmente mais equilibrado.
    Nesta medida, com a criação da Zona Industrial de Carrazedo de Montenegro, com a constituição de 32 lotes, destinados à construção de edifícios/pavilhões para a instalação de atividades industriais, de armazenagem, terciárias e empresariais, irá contribuir para o desenvolvimento económico e para o aumento do nível de inovação no concelho e na região, assim como, o desenvolvimento local através do apoio à criação e fixação de novas empresas;

    Resultados esperados/atingidos:
    - Área infraestrutura para acolhimento de empresas – 4,88;
    - PME com 10 e mais pessoas ao serviço (CAE Rev. 3, B a H, J, K, M e Q) com atividades de inovação – 2,00;
    - PME instaladas na AAE– 16,00.

     

  • Escola Secundária de Valpaços (Beneficiação, Requalificação e Modernização das Instalações)

    norte2020

    Designação do projeto - Escola Secundária de Valpaços (Beneficiação, Requalificação e Modernização das Instalações)

    Código do projeto - NORTE-08-5673-FEDER-000109

    Objetivo principal - Investir na educação, na formação e na formação profissional para aquisição de competências e a aprendizagem ao longo da vida

    Região de intervenção - Norte

    Entidade beneficiária - Município de Valpaços

    Data de aprovação - 06/04/2017

    Data de início - 01/06/2017

    Data de conclusão - 31/01/2018

    Custo total elegível - 920.000,00 €

    Apoio financeiro da União Europeia - FEDER – 782.000,00 €

    Apoio nanceiro público nacional/regional - 138.000,00 €

    Objetivos:

    Prosseguir a requalificação/modernização das instalações da educação dos ensinos básico e secundário e dos equipamentos de formação profissional, colmatando situações deficitárias e melhorando as condições para a educação, o ensino e a formação profissional, em complemento das ações de melhoria da qualidade do sistema, contribuindo para a promoção do acesso e de incremento do sucesso escolar e com a melhoria geral das condições de ensino e aprendizagem, com a prevenção do abandono escolar e com a diversificação da oferta educativa e formativa, contribuindo para o cumprimento da  escolaridade obrigatória.

    Atividades:

    Com esta operação, pretende-se proceder à substituição dos painéis em fibrocimento constituintes da cobertura, das caixilharias, infraestruturas de electricidade, de telecomunicações e de segurança, e instalações de equipamentos mecânicos de AVAC e AQS. Pretende-se ainda, beneficiar, remodelar e modernizar salas de aula, WCs e espaços específicos, bem como o pavilhão desportivo que se encontra bastante degradado, principalmente o seu pavimento.

    Resultados esperados:

    Capacidade das infraestruturas de acolhimento de crianças ou de educação apoiadas - Nº 900

    Equipamentos de ensino intervencionados - N.º 1

    Salas de aula requalificadas - N.º 21

    Taxa de cobertura da requalificação das escolas do ensino básico e secundário (% de alunos) - % 100,00

    Alunos inscritos no estabelecimento de ensino no ano lectivo seguinte ao termino da intervenção - N.º 509

    Alunos integrados em regime letivo normal (rede publica) - N.º 411

  • Loja do Cidadão em Valpaços

    norte2020

    Designação do projeto - Loja do Cidadão em Valpaços

    Código do projeto - NORTE-09-0550-FEDER-000001

    Objetivo principal - Melhorar o acesso às tecnologias da informação e da comunicação, bem como a sua utilização e qualidade

    Região de intervenção - Norte

    Entidade beneficiária - Município de Valpaços

    Data de aprovação - 16/03/2016

    Data de início - 26/07/2016

    Data de conclusão - 31/12/2017

    Custo total elegível - 390.000,00 €

    Apoio financeiro da União Europeia - FEDER – 331.500,00 €

    Apoio nanceiro público nacional/regional - 58.500,00 €

    Objetivos e Atividades:

    A criação da Loja do Cidadão em Valpaços, assenta numa lógica de proximidade e polivalência da oferta de serviços públicos, tendo como público-alvo, preferencialmente, as populações residentes em zonas de montanha e em locais dispersos e isolados, com limitações de mobilidade, idosas, com reduzida literacia ou afetadas por outros factores que dificultem o acesso aos serviços públicos. A estratégia de intervenção aqui proposta aponta para a melhoria da prestação de serviços públicos em áreas de baixa densidade, através da integração de recursos e de uma maior proximidade aos cidadãos. Este projecto visa implementar e testar uma metodologia inovadora de prestação de serviços públicos numa área desfavorecida de baixa densidade, neste caso -Valpaços. As intervenções a desenvolver são complementares a outras já asseguradas por diversos organismos da administração pública, mas destina-se a melhorar a acessibilidade e qualidade dos serviços prestados à população através de uma maior integração e polivalência na gestão dos recursos.

    Resultados esperados:

    - Serviços da Administração Pública apoiados - Nº 3

    - Indivíduos com idade entre 16 e 74 anos que preencheram e enviaram pela Internet impressos ou formulários oficiais nos últimos 12 meses no total de indivíduos - % 45,00

    - Câmaras Municipais que disponibilizam o preenchimento e submissão de formulários na internet no total de câmaras - % 1,16

  • Melhorar o acesso às TIC bem como a sua utilização com qualidade

    Sem Título

    Designação do projeto – Melhorar o acesso às TIC bem como a sua utilização com qualidade

    “VALPAÇOS DIGITAL 2ª FASE”
    Código do projeto - NORTE-09-0550-FEDER-000134

    Objetivo principal – Promoção das TIC na administração e serviços públicos

    Região de intervenção - Norte

    Entidade beneficiária - Município de Valpaços

    Data de aprovação - 15/05/2019

    Data de início - 01/06/2019

    Data de conclusão - 31/12/2021

    Custo total elegível - 97.146,30 €

    Apoio financeiro da União Europeia - FEDER – 82.564,35 €

    Apoio financeiro público nacional - 14.571,95 €


    Objetivos e Atividades:

    Este projeto visa promover a literacia, através de uma transformação digital da autarquia, criando condições técnicas essenciais de base para disponibilizar serviços eletrónicos, fáceis de utilizar e proporcionar-lhes o acesso através de hotspots que garantam os níveis de disponibilidades necessárias para aceder aos serviços públicos eletrónicos. As ações a implementar irão permitir a proximidade da oferta de serviços públicos, tendo como público-alvo, as populações residentes, as populações dispersas noutras freguesias mais isoladas, com limitações de mobilidade, idosas, com reduzida literacia ou afetadas por outros fatores que dificultem o acesso aos serviços públicos, bem como os turistas, promovendo assim a literacia digital e contribuir para a infoinclusão, tendo em vista aumentar o acesso e o n.º de utilizadores externos, aos serviços públicos e toda a informação disponibilizada pelos mesmos.

    As ações a desenvolver são complementares a outras já asseguradas pela anterior candidatura “Valpaços Digital” destinando-se a melhorar a acessibilidade e qualidade dos serviços prestados à população através de uma maior disponibilização de serviços e mais informação com qualidade.

    • Ação n.º1 - Aquisição de equipamento informático tendo em vista a modernização/reestruturação da "Infraestrutura IT”
    • Ação n.º2 – Criação de Gabinete Multimédia - Dotar a autarquia de meios para disponibilização de conteúdos de fácil integração com as redes sociais, aumentando o nível de reconhecimento da autarquia e a facilidade de interação com os seus munícipes. Melhorar o binómio qualidade / quantidade da informação disponibilizada aos Munícipes;
    • Ação n.º 3 - Aquisição de solução de gestão de formulários, para disponibilização de serviços ao cidadão;
    • Ação n.º 4 - Reformular o sistema de comunicações de voz sobre a rede de dados IP;
    • Ação n.º5 - Aquisição de equipamentos de comunicações, para implementação de hotspots.
    • Ação n.º 6 – Atendimento via chat e vídeo através do site do município;
    • Ação n.º 7 - Infraestrutura de segurança (Virtual Private Network);
    • Ação n.º 8 – Software para implementação de serviços na Cloud;
    • Ação n.º 9 – Hardware para implementação do teletrabalho.

    Resultados esperados:
    - Serviços da Administração Pública apoiados - Nº 1
    - Solicitações transmitidas pela internet através de formulários criados no âmbito da intervenção financiada, nos últimos 12 meses – 200
    - Aumentar o n.º de acessos ao “Site” do Município de Valpaços - 362000

  • Percursos do Rabaçal

    imagem

    Designação do projeto – Percursos do Rabaçal

    Código do projeto - NORTE-06-3928-FEDER-000009

    Objetivo principal – Promover a sustentabilidade e a qualidade do emprego e apoiar a mobilidade dos trabalhadores

    Região de intervenção - NORTE

    Entidade beneficiária - Município de Valpaços

    Data de aprovação - 11/10/2018

    Data de início - 03/02/2020

    Data de conclusão - 31/12/2020

    Custo total elegível - 721.078,35€

    Apoio financeiro da União Europeia - FEDER - 612.916,60€

    Apoio financeiro público nacional/regional – 108.161,75€

     

    Objetivos:
    A presente operação assume como objetivo geral, a valorização do Rio Rabaçal fomentando a sua utilização equilibrada e a fruição das suas grandes potencialidades turísticas. Pretende-se, com a intervenção preconizada, qualificar e valorizar a margem do rio Rabaçal, designadamente, a zona de praia fluvial existente, dotando o espaço de uma nova identidade, que se pretende única na região, que coadune a valorização da natureza e o fomento de um espaço renovado, de elevado potencial de atração turística, à escala regional e nacional.

    Atividades:
    A presente operação comtempla três atividades distintas mas coerentes e articuladas entre si, que correspondem respetivamente ao zonamento proposto para a área de intervenção: O Areal: Prevê-se a reformulação da zona de areal com menos declive que o atual, que permitirá uma estadia mais confortável junto à margem do rio. Nesta zona situar-se-á o posto de vigia do nadador salvador e um espaço de recreio infantil. É também perspetivada a constituição de um espaço de transição entre a zona de talude e o acesso à zona de areal, permitindo igualmente uma fruição mais afastada do plano de água; Rede de percursos: Prevê-se a implementação de percursos rampeados que permitirão garantir condições de acessibilidade e de serviços que viabilizem a sua utilização e usufruto, com equidade, dignidade, segurança e conforto, independentemente da sua idade, dificuldades de locomoção ou outras incapacidades que condicionem a sua mobilidade, bem como, a implementação de um conjunto de plataformas sobrelevadas em madeira que permitam a utilização e contemplação do talude e a fruição desta zona fresca e sombreada; Pista de pesca: Prevê-se a valorização das portas de pesca existentes com uma extensão de 1500 m, com a colocação de 70 pesqueiros em pedra, que cumpram as normas necessárias para a realização de campeonatos de pesca internacionais. Estes elementos serão assentes sobre o terreno natural, podendo ficar submersos nas alturas de cheia.
    Resultados esperados/atingidos:
    - Intervenção na margem do Rabaçal, envolvendo a reformulação da zona de areal da praia fluvial existente, a implementação de uma rede de percursos de apoio à visitação ao longo da encosta sobre o rio e a implementação de uma pista de pesca – 1,00;
    - Infraestrutura apoiada, para implementação do centro interpretativo e balneários de apoio à praia fluvial – 1,00.

  • Praia Fluvial de Rio Torto

     

    norte2020
    Designação do projeto – Praia Fluvial de Rio Torto
    Código do projeto - NORTE-06-3928-FEDER-000011
    Objetivo principal – Promover a sustentabilidade e a qualidade do emprego e apoiar a mobilidade laboral
    Região de intervenção - NORTE
    Entidade beneficiária - Município de Valpaços
    Data de aprovação - 11/10/2018
    Data de início - 16/09/2021
    Data de conclusão - 16/09/2022
    Custo total elegível - 270.746,79€
    Apoio financeiro da União Europeia - FEDER - 218.966,96€
    Apoio financeiro público nacional/regional – 51.779,83€

     

    Objetivos:
    Os objetivos da presente operação, inserida numa lógica de promoção deste recurso endógeno, a presente Operação assume, como objetivo geral, a valorização do rio Rabaçal fomentando a sua utilização equilibrada e a fruição das suas grandes potencialidades turísticas. Pretende-se, com a intervenção preconizada, qualificar e valorizar a margem do rio Rabaçal, designadamente, a praia fluvial do rio Torto, dotando o espaço de uma imagem mais qualificada, que coadune a valorização da natureza e o fomento de um espaço renovado, de elevado potencial de atração turística, à escala regional e nacional.
    Tendo em vista a consecução daquele que é o seu objetivo geral, a presente operação apresenta como objetivos específicos a requalificação da praia fluvial do rio Torto, dotando-a de estruturas necessárias para o usufruto desta área de forma segura, sustentável e confortável, promovendo uma maior intensidade na relação com o rio e o desenvolvimento de atividades e desportos aquáticos.

    Atividades:
    Com a intervenção a realizar, pretende o Município de Valpaços, contribuir ativamente para um significativo aumento dos visitantes deste recurso, e para a emergência, num território de baixa densidade, de uma oferta integrada que possibilite o aproveitamento das mais-valias económicas, sociais, culturais e ambientais decorrentes da atividade turística.
    A Intervenção que se pretende fazer é uma requalificação das pré-existências (açude e sua envolvente), mantendo a sua estrutura original, ordenando as circulações e adicionando funcionalidades aos espaços/elementos existentes.
    A área de intervenção corresponde a uma zona aplanada na margem poente do rio Rabaçal, a montante da foz do rio Torto. Situa-se a cerca de 8 km da sede de Valpaços e a escassos metros de Miradeses, concelho de Mirandela, do outro lado do rio. É uma zona de grande afluência durante o Verão, devido à interessante situação paisagística e à presença do açude, que retém água durante os meses de seca. A área de intervenção tem cerca de 1 hectare e é contornada pela estrada que faz a ligação Rio Torto – Miradeses, atravessando o rio Rabaçal. Apesar do valor natural que encerra, esta área apresenta, atualmente, um conjunto de fragilidades que comprometem a sua plena fruição e a potencial atividade turística, às quais a presente Operação pretende dar resposta.

    Resultados esperados/atingidos:
    -Intervenções em áreas associadas à conservação de recursos naturais – 1,00.

  • Ribeira da Fraga

    imagem

    Designação do projeto – Ribeira da Fraga
    Código do projeto - NORTE-06-3928-FEDER-000010
    Objetivo principal
    – Promover a sustentabilidade e a qualidade do emprego e apoiar a mobilidade laboral
    Região de intervenção
    - NORTE
    Entidade beneficiária
    - Município de Valpaços
    Data de aprovação
    - 11/10/2018
    Data de início
    - 04/12/2020
    Data de conclusão
    - 31/12/2021
    Custo total elegível
    – 47.444,29€
    Apoio financeiro da União Europeia
    - FEDER - 40.327,65€
    Apoio financeiro público nacional/regional
    – 7.116,64€

     

    Objetivos:
    A presente operação assume como objetivo geral a valorização paisagística e turística da Ribeira da Fraga, que permita consolidá-la a como um dos motivos de visitação permanente do território, reforçando a sua atratividade e contribuindo para o aumento da competitividade territorial do concelho de Valpaços e da região do Alto Tâmega. Tendo em conta ao referido e a consecução do objetivo geral elencado, a operação apresenta os seguintes objetivos específicos: 1. Implementação de um acesso pedonal à margem nascente; 2. A implementação de uma plataforma de aproximação da água que possibilite o contacto com mesma e uma estadia mais confortável; 3. Implementação de um sistema de vistas sobre a paisagem que permitem divulgar o património natural e cultural do concelho.

     

    Atividades:
    A presente operação é composta por uma única ação: Ação 1 – Valorização da Ribeira da Fraga. A valorização da Ribeira da Fraga será levado a cabo através de um conjunto de atividades que assentam em dois sistemas estruturantes, o sistema de circulações e o sistema de vistas. O primeiro permitirá o acesso aos diferentes espaços e será composto por elementos sobrelevados, de caráter pontual, e em madeira, permitindo o acesso a áreas anteriormente inacessíveis de uma forma facilitada e integrada. Por sua vez, o sistema de vista representará o atrativo principal da Ribeira da Fraga, possibilitando uma experiência diferenciada do ponto de vista cénico e pedagógico, evidenciando as características distintas da paisagem relacionadas com a geologia, geografia e ecologia da área de intervenção. A presente operação divide-se assim em duas atividades integradas: • Ponte sobre o açude: Com esta intervenção propõe-se a instalação de uma estrutura multifuncional em madeira que permita o atravessamento do rio, a estadia próxima do plano de água e o acesso à futura zona de merendas. A ponte, implantada sobre o traçado do açude, utilizará as fundações em betão associadas a esta infraestrutura para a sua sustentação, evitando a criação de novos maciços. Já a jusante, propõe-se uma escada em madeira para acesso à zona sul da margem nascente, onde posteriormente será instalada uma área de merendas; • Plataforma de aproximação da água: A partir da ponte, já na margem nascente, será possível aceder, através de uma rampa, a uma plataforma de estadia junto ao rio, que permitirá um contacto aproximado com o plano de água e possibilitará a observação da paisagem envolvente. Tendo em conta as atividades propostas, considera-se que deste modo se contribuirá para a divulgação do património natural de Valpaços de forma integrada, em particular na envolvente na Ribeira da Fraga, proporcionando aos futuros visitantes e turistas formas interessantes e diversificadas de contactar com a realidade que os rodeia, concorrendo, assim, para o aumento da notoriedade e visibilidade do território junto dos respetivos públicos-alvo e para a valorização dos seus recursos distintivos.
    Resultados esperados/atingidos:
    - Intervenções em áreas associadas à conservação de recursos naturais – 1,00.

  • Rio Rabaçal: Valorização da excelência do património natural de Valpaços, promovendo a consolidação do Rio Rabaçal como âncora da sua visitação

    norte2020

    Designação do projeto – Rio Rabaçal: Valorização da excelência do património natural de Valpaços, promovendo a consolidação do Rio Rabaçal como âncora da sua visitação

    Código do projeto - NORTE-04-2114-FEDER-000368

    Objetivo principal – Preservar e proteger o ambiente e promover a eficiência energética

    Região de intervenção - Norte

    Entidade beneficiária - Município de Valpaços

    Data de aprovação - 17/03/2017

    Data de início - 17/04/2017

    Data de conclusão - 31/12/2018

    Custo total elegível - 349.555,66€

    Apoio financeiro da União Europeia - FEDER - 297.122,31€

    Apoio nanceiro público nacional/regional – 52.433,35€

    Objetivos/Atividades:

    Com esta operação pretende-se criar uma rede de percursos de apoio à visitação na envolvente natural do Rio Rabaçal, aprofundando o conhecimento do património natural por parte dos turistas e sensibilizando-os para as questões da preservação do meio ambiente;‡Criar uma estrutura de receção, informação e encaminhamento dos turistas, que sirva de base de apoio à visitação ordenada, informada e ambientalmente consciente do Rio Rabaçal e sua envolvente natural;‡Desenvolver e instalar conteúdos e materiais informativos a figurar na estrutura / equipamento de receção, informação e encaminhamento dos visitantes; Implementar um conjunto integrado de atividades de desenvolvimento do turismo de natureza em Valpaços, tendo como âncora o Rio Rabaçal, contribuindo para o reforço da visibilidade deste território e para a respetiva conservação;‡Implementar ações de marketing territorial relativas Património Natural do Rio Rabaçal e envolvente, incluindo a sua promoção turística dirigida ao mercado nacional.

    Resultados esperados:

    Aumento do número esperado de visitantes a sitos de património cultural e natural e atrações beneficiárias de apoio – 10.000 visitantes/ano;

    Intervenções em área classificadas – 4 áreas;

    Área classificada abrangida por intervenções – 8.222,00 hectares;

    Variação do número de visitantes nas áreas classificadas (diferença entre o número de visitantes antes e após a intervenção) – 10.000.

  • Valpaços Digital

    norte2020_1_800_200

    Designação do projeto - VALPAÇOS DIGITAL
    Código do projeto - NORTE-09-0550-FEDER-000077

    Objetivo principal - Melhorar o acesso às tecnologias de informação e comunicação, bem como a sua utilização e qualidade.

    Região de intervenção - Norte

    Entidade beneficiária - Município de Valpaços

    Data de aprovação - 02/02/2018

    Data de início - 30/04/2017

    Data de conclusão - 31/12/2018

    Custo total elegível - 425.404,84€

    Apoio financeiro da União Europeia - FEDER - 361.594,11€

    Apoio financeiro público nacional/regional - 63.810,73€

    Ações a Implementar:
    Ação 1- Eficiência de Processos;
    Ação 2- Ciberinclusão e Cultura Eletrónica;

    Descrição do Projeto:
    No âmbito do projeto "Valpaços Digital" o Município de Valpaços pretende promover a literacia digital, através de uma transformação digital da autarquia, criando as condições técnicas essenciais de base para disponibilizar serviços públicos eletrónicos, fáceis de utilizar e proporcionando-lhes o acesso através de hotspots que garantam os níveis de disponibilidade e segurança necessários para aceder aos serviços públicos eletrónicos.

    Objetivos/Atividades:
    A implementação desta operação irá primar os objetivos sobre a tecnologia, a segurança, a participação do utilizador, dos seus objetivos/mudanças de forma a produzir os resultados esperados na prestação de um serviço público digital de qualidade:
    " Disponibilização de plataforma integrada de Serviços ao Cidadão, que permita aos cidadãos e empresas interagir com a Autarquia por meio digital, melhorando e simplificando o acesso aos serviços públicos em linha, serviços On-Line da autarquia, submissão e reporte de ocorrências georreferenciadas no espaço público, disponibilização de informação sobre os Planos Municipais de Ordenamento do Território e Emissão de Plantas de Localização, ligação direta ao Balcão do Empreendedor e Licenciamento Zero, de acordo com o protocolo estabelecido entre a Câmara Municipal de Valpaços e Agência de Modernização Administrativa.
    " Requalificação da infraestrutura tecnológica de suporte com condições técnicas que permitam aumentar a eficiência e a produtividade dos funcionários, bem como diminuir os tempos de espera e redução de custos de contexto e que permitam assegurar a interoperabilidade dos sistemas de informação de forma aberta.
    " Reforço das aplicações TIC para uma administração pública capacitada para o uso dos serviços digitais;
    " Mobilidade, através da disponibilização de App´s, que permitam interoperabilidade entre serviços de atendimento e o cidadão/munícipe/turista, com comunicação bilateral;
    " Promover a Ciberinclusão e Cultura Eletrónica apoiados pela instalação de hotspots que permitam o acesso à Plataforma de serviços integrados ao cidadão, e instalação de salas de formação para o ensino das TIC.
    " Digitalização documental para melhoria da eficiência de processos.

    Resultados esperados:
    Com a presente operação, o Município de Valpaços pretende facilitar o acesso à internet á população do concelho, garantindo a sua disponibilidade através de hotspots a instalar nas zonas de acesso público, onde cada cidadão, sempre que se conecte a esta rede seja automaticamente redirecionado para a plataforma integrada de disponibilização de serviços ao cidadão do Município de Valpaços. Com esta ação os postos de atendimento passam a fazer um atendimento mediado e assistido através da plataforma de disponibilização de serviços públicos eletrónicos do Município de Valpaços, ajudando e ensinando os cidadãos a beneficiar do acesso aos serviços digitais, combatendo a iliteracia digital.
    Com estes resultados esperados pretende-se alcançar os indicadores de realização previstos:
    Aumentar as solicitações transmitidas pela internet através de formulários criados no âmbito da intervenção financiada;
    Promover as solicitações transmitidas via sistemas de atendimento intermediados com a utilização de formulários criados no âmbito da intervenção financiada e aumentar o número de acessos ao "Site" do Município de Valpaços.

    Imagem2Imagem3

imagem
PROJETOS COFINANCIADOS FSE

  • Capacitação e modernização das administrações e dos serviços públicos

    imagem

    Designação do projeto - Capacitação e modernização das administrações e dos serviços públicos – Capacitação Administrativa Pública (FSE)
    Código do projeto - NORTE-09-5762-FSE-000063
    Objetivo principal - Reforçar a capacidade institucional das autoridades públicas e das partes interessadas e a eficiência da administração pública (FSE)
    Região de intervenção – NORTE

    Entidade beneficiária - Município de Valpaços
    Data de aprovação - 20-04-2021
    Data de início - 02-01-2021
    Data de conclusão - 31-12-2022
    Custo total elegível - 293.904,56 €
    Apoio financeiro da União Europeia - FSE – 249.818,88 €
    Apoio financeiro público nacional/regional - 44.685,68 €

    Objetivos e atividades:
    A presente operação tem como principal objetivo a obtenção, através de levantamentos, de informação cadastral que permita aos munícipes e demais agentes a identificação dos seus prédios rústicos e mistos.
    Pretende-se, assim, assegurar condições para que os cidadãos identifiquem os seus prédios, através do sistema de informação cadastral simplificado e do procedimento de representação gráfica georreferenciada (RGG), promovendo a partilha de informação entre as entidades da Administração Local e da Administração Central.

    Resultados esperados:
    - Prédios inscritos na matriz rústica objeto de representação gráfica georreferenciada no âmbito do projeto (n.º): 49.955 matrizes
    - Prédios inscritos na matriz rústica objeto de representação gráfica georreferenciada no âmbito do projeto em relação ao n.º total de prédios inscritos na matriz rústica do(s) Município(s) (%): 48,59%

     

  • Estágios PEPAL - 6ª Edição

    imagem

    Designação do projeto | PEPAL 6ª EDIÇÃO – PROGRAMA DE ESTÁGIOS PROFISSIONAIS DA ADMINISTRAÇÃO LOCAL

    Código do projeto |NORTE-06-3118-FSE-000077

    Objetivo principal | Integração de jovens e/ou adultos no mercado laboral – PEPAL

    Região de intervenção |NORTE

    Entidade beneficiária |MUNICIPIO DE VALPAÇOS

     

    Data de aprovação | 12/03/2020

    Data de início| 01-10-2020

    Data de conclusão |30-09-2021

    Custo total elegível | 161 784.36€

    Apoio financeiro da União Europeia | 134 969.87€

    Apoio financeiro público nacional/regional | 23 818.21€

     

    Objetivos, atividades resultados esperados/atingidos 

    imagem

     

    Integrar na atividade laboral, os jovens recém licenciados com objetivo de os dotar com conhecimentos e ferramentas técnico-práticas em contexto real de trabalho e muni-los de competências objetivas e concretas, facilitando a entrada no mercado de trabalho com êxito.

  • Planos Integrados e Inovadores de Combate ao Insucesso Escolar
    Desenvolvimento Integral das Crianças e Jovens / Projeto Valpaços

    2020

    Designação do projeto – Planos Integrados e Inovadores de Combate ao Insucesso Escolar
    Desenvolvimento Integral das Crianças e Jovens / Projeto Valpaços
    Código do projeto - NORTE-08-5266-FSE-000184
    Objetivo principal – Investir na Educação, na Formação e na Formação Profissional para
    Aquisição de Competências e a Aprendizagem ao Longo da Vida
    Região de intervenção - Norte
    Entidade beneficiária - Município de Valpaços
    Data de aprovação - 08/02/2018
    Data de início – 15/02/2018
    Data de conclusão - 31/12/2020
    Custo total elegível - 414.228,24 €
    Apoio financeiro da União Europeia - FSE – 352.094,00 €

    Objetivos e Atividades:
    Com este projecto, pretende-se:
    - A prática de várias atividades lúdicas com os alunos, que estimulem a criatividade, concentração e
    motivação, com o supervisionamento de monitores e técnicos;
    - Promoção junto da comunidade escolar da prática de hipismo por parte dos alunos, como atividade
    que pelas suas características especificas mobiliza diferentes áreas de competência individual e social;
    - Desenvolver técnicas de cooperação e colaboração de trabalhos em grupo e incutir a disciplina e a
    responsabilidade;
    - Estimular o gosto pela prática do exercício físico e fomentar regras de cidadania e respeito pelo meio
    ambiente;
    - Melhorar a coordenação psicomotora dos alunos e estimular sistema cognitivo e desenvolvimento de
    atividades de relaxamento;
    Serão Abrangidas as seguintes atividades:
    - Ações de capacitação;
    - Encontros, seminários workshops e ações de divulgação;
    - Atividades de apoio à inclusão social;
    - Outras atividades;


    Resultados esperados:
    - Redução dos alunos nos 1.º, 2.º 3.º Ciclos e Secundário com níveis negativos >= 10%;
    - Redução da taxa de retenção e desistência >= 25%;
    - Grau de satisfação das entidades envolvidas >= 80%;

  • Planos Integrados e Inovadores de Combate ao Insucesso Escolar
    Intervenção Multidisciplinar e educação Partilhada com Familias

    imagem

    Designação do projeto – Planos Integrados e Inovadores de Combate ao Insucesso Escolar
    Intervenção Multidisciplinar e educação Partilhada com Familias
    Código do projeto - NORTE-08-5266-FSE-000178
    Objetivo principal – Investir na Educação, na Formação e na Formação Profissional para
    Aquisição de Competências e a Aprendizagem ao Longo da Vida
    Região de intervenção - Norte
    Entidade beneficiária - Município de Valpaços
    Data de aprovação - 08/02/2018
    Data de início – 15/02/2018
    Data de conclusão - 31/12/2020
    Custo total elegível - 316.681,00 €
    Apoio financeiro da União Europeia - FSE – 269.178,85 €

    Objetivos e Atividades:
    Com este projecto, pretende-se:
    A criação de uma equipa de técnicos de diferentes áreas de conhecimento, nomeadamente: Psicologia,
    Serviço Social, Enfermagem, e Educação Social;
    Abranger alunos, desde o ensino pré-escolar até ao ensino secundário;
    Elaborar diagnóstico social e acompanhamento familiar dos alunos mais carenciados;
    O desenvolvimento de um quadro de ação com intuito de colmatar deficiências ao nível de
    aprendizagem;
    A divulgação de programas que promovam a saúde;
    A promoção de dinâmicas de grupo estimuladoras do gosto pelo estudo;
    O fomento da utilização das TIC ao serviço da aprendizagem e da motivação para o estudo;

    Serão Abrangidas as seguintes atividades:
    - Ações de capacitação;
    - Encontros, seminários workshops e ações de divulgação;
    - Atividades de apoio à inclusão social;
    - Campanhas de sensibilização, informação e divulgação;
    Resultados esperados:
    - Redução dos alunos nos 1.º, 2.º 3.º Ciclos e Secundário com níveis negativos >= 10%;
    - Redução da taxa de retenção e desistência >= 25%;
    - Grau de satisfação das entidades envolvidas >= 80%;

imagem

Projetos Cofinanciados PDR2020

  • Valorização da Ribeira da Fraga

    imagem

     

    Designação do projeto – Valorização da Ribeira da Fraga
    Código do projeto – PDR2020-10216-049896
    Objetivo principal – Preservar, conservar e valorizar os elementos patrimoniais locais, paisagísticos e ambientais
    Região de intervenção - NORTE
    Entidade beneficiária – Junta de Freguesia de Carrazedo de Montenegro e Curros

    Data de aprovação - 11/10/2018
    Data de início - 04/12/2020
    Data de conclusão - 31/12/2021
    Custo total elegível - 169.700,00€
    Apoio financeiro da União Europeia - FEADER- 84.850,00€

     

    Objetivos:
    A Valorização da Ribeira da Fraga tem como principal objetivo a promoção do recreio associado a esta zona de montanha, de caraterísticas geológicas e paisagísticas muito interessantes. A proposta corresponde a um conjunto de intervenções muito pontuais e integradas, que sublinharão a beleza natural da paisagem onde se inserem e possibilitarão novos pontos de vista sobre a envolvente.
    A intervenção a levar a efeito, tem como principais objetivos:

    1. Criação de acessos ordenados à zona das Fragas: A área de intervenção é bastante popular devido à vertente rochosa com grutas, vulgarmente denominadas de fragas, que apresentam um elevado interesse geológico, ecológico e paisagístico. Este é um local com alguma afluência, principalmente nos meses mais quentes, associado a desportos de natureza, como as caminhadas, o trail ou o geocaching. Um dos objetivos da proposta é a criação de acessos ordenados e seguros à zona das fragas, permitindo um acesso mais inclusivo a este local.
    2. Criação de acesso à margem nascente: Na zona de vale, um pouco mais a jusante da ponte de pedra, existe um local de elevado potencial recreativo associado ao rio, que, no entanto, é subaproveitado: na margem poente existe uma estrada em pavimento betuminoso que não permite a estadia confortável, não havendo qualquer acesso pedonal para a margem nascente. Um dos objetivos da proposta foi a criação de uma ponte para acesso pedonal a esta zona da margem nascente, que permita o contacto com a água e a estadia associada a bancos e a mesas de merendas, numa margem mais naturalizada.
    3. Criação de pontos de vista sobre a paisagem envolvente: Com a criação de acessos a diferentes pontos da área de intervenção, até agora dificilmente acessíveis, criam-se novas perspetivas sobre a paisagem, divulgando o património natural e cultura da freguesia de Carrazedo de Montenegro e Curros e do concelho de Valpaços.

    Resultados esperados/atingidos:
    - População diretamente beneficiada pelas infraestruturas/serviços melhorados – 1620,00;
    - N.º total de equipamentos ambientais intervencionados – 1,00.

  • Valorização de Rio Torto

    imagem

    Designação do projeto – Valorização de Rio Torto
    Código do projeto – PDR2020-10216-049894
    Objetivo principal – Preservar, conservar e valorizar os elementos patrimoniais locais, paisagísticos e ambientais
    Região de intervenção - NORTE
    Entidade beneficiária - Município de Valpaços

    Data de aprovação - 11/10/2018
    Data de início - 16/09/2021
    Data de conclusão - 16/09/2022
    Custo total elegível - 112.976,50€
    Apoio financeiro da União Europeia - FEADER- 56.488,25€

     

    Objetivos:
    Os objetivos da presente operação, Valorização de Rio Torto, é fomentar a sua utilização e a fruição das suas grandes potencialidades turísticas, permitindo aos seus visitantes momentos únicos de lazer e relaxamento, de modo a permitir que a praia fluvial de Rio Torto se torne uma referência e um potencial de atratividade turística, da região e do concelho de Valpaços.
    A intervenção a levar a efeito, tem como principais objetivos:

    • A valorização do património natural e dos recursos endógenos presentes, contribuindo para o desenvolvimento de uma oferta de serviços turísticos integrados e adaptados ao território interior da Região Norte;
    • O aproveitamento turístico desse património enquanto elemento relevante para o fomento do turismo de natureza e do touring paisagístico, à escala supramunicipal, em harmonia com a conservação da natureza e biodiversidade;
    • O reforço do marketing territorial e o potencial de atratividade da região, envolvendo a sua promoção turística e a dinamização do cross-selling regional;
    • O reforço das estratégias regionais distintivas de desenvolvimento turístico no contexto do Alto Tâmega;
    • A valorização do património e dos recursos endógenos da região, em conjunto com o desenvolvimento de uma oferta integrada e adaptada de serviços turísticos, nomeadamente no quadro do território da região Norte e em linha com a estratégia de desenvolvimento preconizada;
    • A valorização e conservação do património natural que envolve a praia fluvial do rio Rabaçal, enquanto espaço importante para a conservação da natureza e da biodiversidade;
    • O desenvolvimento turístico e a preservação do património natural, promovendo estratégias e iniciativas de visitação turística integrada, informada e sustentável.

     

    Resultados esperados/atingidos:
    - População que beneficia de serviços/infraestruturas aperfeiçoadas – 362,00.