Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo
  • Youtube
  • Issuu
  • RSS feed

Lagares Rupestres divulgados no I Simpósio em Valpaços

Lagares Rupestres divulgados no I Simpósio em Valpaços
Lagares Rupestres divulgados no I Simpósio em Valpaços
02 Junho 2017
Foram três dias de um Simpósio que se realizou pela primeira vez em Valpaços, organizado pela AVITRA – Associação de Viticultores Transmontanos, em parceria com a Câmara Municipal de Valpaços e a CVRTM – Comissão Vitivinícola Regional de Trás-os-Montes.   Um espaço para divulgar, debater e partilhar. Foi este o propósito do I Simpósio Ibérico sobre Lagares Rupestres, que decorreu ao longo de três dias, com vários investigadores e técnicos da área a promover um património muito específico, mas que Valpaços já conhece bem. “Espero que esta partilha seja o prenúncio de colaborações futuras e que sejam colaborações bastante profícuas”, disse Amílcar Almeida, na sessão de abertura, que decorreu no auditório do pavilhão multiusos. O edil lembrou que a elevada concentração de lagares cavados na rocha já impulsionou a publicação de três livros da autoria de Adérito Medeiros Freitas, com o apoio do Município Valpacense. Por sua vez, todo esse trabalho de investigação e sinalização de património impulsionou o evento, no qual arqueólogos, académicos, enólogos e investigadores falaram de vinho, vinha e de lagares cavados na rocha. Amílcar Almeida, além de fazer uma apresentação sucinta sobre as características do concelho, sobretudo no que toca ao sector primário, referiu que o próximo passo passará pela “criação de um roteiro dos lagares rupestres” e acredita que a iniciativa é para continuar. Augusto Lage, representante da AVITRA, reafirmou a importância da existência dos lagares rupestres no concelho, “evidenciando que neste território a cultura da vinha era uma importante e próspera atividade, que já não seria unicamente para consumo local mas, também, com um fim comercial”. Durante dois dias, palestrantes portugueses e espanhóis abordaram todo um manancial de material ligado aos lagares rupestres, sendo que o terceiro dia foi passado no campo, entre as freguesias de Santa Valha e Vilarandelo, onde os participantes observaram e debateram as temática e partilharam pontos de vista. Recorde-se que com o objectivo de se promover o I Simpósio de Lagares Rupestres, no passado mês de Setembro realizou-se uma lagarada num lagar rupestre, na aldeia de Santa Valha, com pisa a pé, cujas uvas foram colhidas numa vinha velha, tendo a fermentação e armazenamento ocorrido separadamente numa barrica de madeira e talha de barro. Estes dois tipos de vinho (fermentados em barrica e talha) foram dados a provar aos participantes neste encontro, nos passados dias 26, 27 e 28 de Maio.