Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo
  • Youtube
  • Issuu
  • RSS feed

Secretário de Estado da Agricultura em Valpaços para debater “O Regime da Pequena Agricultura”

Secretário de Estado da Agricultura em Valpaços para debater “O Regime da Pequena Agricultura”
Secretário de Estado da Agricultura em Valpaços para debater “O Regime da Pequena Agricultura”
07 Abril 2015

O Ministério da Agricultura e do Mar em colaboração com a Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte escolheram Valpaços para debater “O Regime da Pequena Agricultura”, um evento ao qual a autarquia prontamente se associou.   Explicar aos agricultores a razão da opção pelo regime da pequena agricultura, em que consiste, condições de acesso, as vantagens e os compromissos para o agricultor, bem como apelar aos agricultores para que se candidatem o mais rapidamente possível foram os objetivos do encontro que teve lugar no passado dia 1 de abril, no Pavilhão Multiusos de Valpaços, um seminário subordinado ao tema “O Regime da Pequena Agricultura”. Segundo José Diogo Albuquerque, Secretário de Estado da Agricultura: “Este regime é uma das opções que terá um grande impacto no rendimento e no crescimento dos pequenos agricultores. Os agricultores que até agora recebiam menos de 500 euros por ano podem, aderindo a este regime, passar a receber 500 euros por ano, com um procedimento simplificado e menos exigente em termos de obrigações para o agricultor. Tratando-se de um ano de arranque da nova PAC, é extremamente importante que os agricultores interessados em aderir a este regime submetam as suas candidaturas o mais rapidamente possível. Quanto mais cedo os agricultores submeterem as suas candidaturas, mais cedo se farão os controlos, e mais cedo a administração estará preparada para disponibilizar os apoios comunitários aos agricultores”. No mesmo sentido, o Presidente da Câmara Municipal de Valpaços, Amílcar Almeida, reforçou a aposta no sector primário no concelho e a confiança nas políticas governamentais. “Continuo a acreditar no interior do país. Acredito na riqueza do meu concelho, mas quero acreditar sobretudo nas pessoas que governam este país no sentido de pôr algo a mexer no Interior e abandonar a ideia do centralismo exacerbado, de quem tem apostado somente no Litoral do país em detrimento do Interior”, referiu. O Regime da Pequena agricultura foi uma das opções nacionais no âmbito do 1º pilar (ajudas diretas) da Política Agrícola Comum e tem como objetivo apoiar as explorações de pequena dimensão bem como apoiar a vitalidade do mundo rural, promovendo a manutenção da atividade agrícola em todo o território. Trata-se de um regime de natureza voluntária, mais simples para o agricultor e que consiste em dar, anualmente um apoio de 500 euros por beneficiário. Importa referir que quem adere a este regime pode ainda aceder às medidas agroambientais e às MZDs. O auditório do Pavilhão Multiusos encheu-se de profissionais da área e agricultores para ouvir falar e tirar dúvidas de um tema que interessa à maior parte da população do concelho.